/Alunos de rede municipal participam de projeto sobre cultura ambiental e reciclagem

Alunos de rede municipal participam de projeto sobre cultura ambiental e reciclagem

Mais de 500 alunos de 8 escolas municipais participaram, nesta quinta-feira (11), na Fortaleza de Santa Catarina, de mais uma edição do projeto Relix. A iniciativa expõe, através de ações lúdicas e interativas, o destino sustentável do lixo que produzimos e atenta sobre a importância da reciclagem no país.

O Relix é fruto de uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC) – por intermédio da Secretaria de Educação (Seduc) – com o Serviço Social da Indústria (Sesi), responsável pela execução do projeto. Na Fortaleza, foi montada uma super estrutura com palco, sonorização e coletores de lixo, que serviram como assentos para as centenas de crianças e adolescentes que acompanharam o espetáculo.

A iniciativa já havia sido realizada em Cabedelo no último mês de agosto, atendendo a mais de mil estudantes de 12 escolas municipais. Dessa vez, participaram as escolas municipais Adolfo Maia, Elisabeth Ferreira, Maria das Graças, Maria José de Miranda Burity, Maria José Veríssimo, Marizelda Lira, Paulino Siqueira e Plácido de Almeida.

De acordo com a secretária de educação de Cabedelo, Priscila Dias, a parceria com o Sesi é extremamente benéfica e se coaduna com o pensamento da Seduc em fomentar ações que envolvam a questão ambiental no Município.

“A ideia é fazer com que a nossa comunidade, principalmente a comunidade escolar, esteja sensibilizada para a educação ambiental, de forma que a gente tenha um cuidado maior com a natureza e com os biomas que fazem parte da nossa cidade. O Relix faz parte de uma proposta bem maior de educação ambiental que nos estimula a desenvolver outras ações e atividades pedagógicas ao longo do ano letivo, fazendo com que isso faça parte do currículo escolar de forma cotidiana”, destacou a secretária.

O espetáculo reúne seis atores que pertencem ao grupo paulista XPTO e que apresentam um enredo construído sobre a sustentabilidade, os processos de manejo e coleta seletiva do lixo, tempo de degradação no meio ambiente e outros conceitos ligados ao tema. As personagens são cinco heróis (Repensalix, Reduzalix, Recusalix, Reutilix e Reciclalix) que, juntos com o catador Robertinho Catalix, interagem e se revezam em cena para ensinar a combater os males da poluição.

Além de assistirem ao espetáculo de 50 minutos de duração, os estudantes receberam uma revista em quadrinhos, produzida pelo projeto e ilustrada pelo artista paraibano Shiko, e puderam conhecer mais sobre as ações desenvolvidas pelo grupo. Os alunos podem ainda acessar e difundir mais informações sobre o projeto através das redes sociais do Relix, bem como pelo aplicativo “Lix”, e ainda pelo site www.projetorelix.com.br

O Relix já realizou mais de 100 apresentações em diversas cidades, passando por Estados como Alagoas, Paraíba e Pernambuco, e teve uma excelente aceitação do público cabedelense. Antônio Alcântara, produtor do projeto, adiantou que pretende trazer para a cidade uma nova ação do grupo.

“É mais que um espetáculo, é um projeto muito importante que fala dessa loucura que a gente está vivendo. Do lixo que as pessoas produzem e não descartam de maneira correta. É um projeto patrocinado pelo Sesi e a gente leva para as escolas essa mensagem. A Fortaleza é um local belíssimo e onde todo artista gostaria de se apresentar. Agradecemos à Prefeitura que abraçou o projeto de cara e nos proporcionou uma recepção muito boa. Esperávamos um público de 200 pessoas e tem muito mais. A participação da cidade é muito boa, isso é bom para os próximos projetos”, ressaltou Alcântara.

O coordenador de projetos educacionais da Seduc, Gilberto Silva, lembrou que é a segunda vez que o projeto vem a Cabedelo, porém já realizando a quinta apresentação.

“Nós trouxemos novamente o Relix, tendo em vista que Cabedelo é uma cidade com uma grande diversidade ambiental. Temos manguezais, reservas de mata atlântica, oceano Atlântico e o Rio Paraíba, além de uma diversidade de ecossistemas fundamentais para nossa vida e que precisam ser preservados. Trazer esse evento pra Cabedelo, na semana da criança e ainda dentro da Fortaleza, era um sonho pra gente. Gostaríamos de agradecer à Secretaria de Educação, que compreendeu essa ideia e possibilitou essa parceria com o Sesi. A gestão atual está preocupadíssima com a conscientização ambiental e tudo isso começa nas escolas”..

Os alunos saíram do evento empolgados em se tornarem multiplicadores da educação ambiental nosso município.

“Foi muito útil. A gente aprende muito sobre reciclagem, coleta seletiva e tudo que pode ajudar o planeta Terra.  Ainda hoje, muitas pessoas jogam lixo pelo chão e não têm nenhum cuidado com o meio ambiente. O projeto Relix nos ensinou a fazer tudo da maneira correta”, afirmou o adolescente Luckas Matheus, do 7°ano A, da escola municipal Plácido de Almeida.

“Eu aprendi que não devemos jogar lixo na rua e temos sempre que conscientizar outras pessoas a não jogarem. E também devemos sempre reciclar o lixo para não fazer mal para nós mesmos no futuro”, concluiu a aluna Rebheka Vitória, do 7°ano B, da escola municipal Major Adolfo Pereira Maia.

Secom Cabedelo