/Cabedelo sediará abertura da campanha Natal sem Fome

Cabedelo sediará abertura da campanha Natal sem Fome

Cabedelo será sede da abertura da Campanha do Natal Sem Fome. A iniciativa – que há 25 anos arrecada alimentos para doação – está prevista para acontecer no dia 4 de novembro, no Jardim Oceania.

Além de alimentos, a campanha, desde 2006, também passou a receber brinquedos e outros donativos, que serão revertidos às pessoas em situação de vulnerabilidade social.

“É um privilégio para a cidade que a abertura da campanha aconteça aqui. É uma satisfação sediar o evento e saber que as comunidades carentes daqui, em outras edições, foram beneficiadas pela campanha. Estamos dando todo apoio logístico e acessando os setores para viabilizar todo o suporte que a iniciativa necessitar”, comentou o prefeito Vitor Hugo Casteliano.

O coordenador estadual da Ação da Cidadania Contra Fome, a Miséria e pela Vida, José de Assis Nóbrega, comentou a disponibilidade da gestão em apoiar o evento. A ação recebe suporte do município através de apoio logístico e estrutural das Secretarias de Cultura, Turismo e Assistência Social.

“O Comitê da Ação da Cidadania está muito feliz com a parceria da Prefeitura de Cabedelo na abertura da Campanha 2018. Recebemos total apoio da gestão municipal e só temos a dizer à população que aguarde o evento, pois temos uma expectativa muito boa”, declarou Nóbrega.

De acordo com o coordenador, a meta da Campanha para este ano é atingir a marca de 200 toneladas em todo o Estado. Ano passado, foram arrecadadas 159 toneladas, que beneficiaram mais de 75 municípios. Em edições anteriores, a campanha Natal sem Fome já atendeu bairros como Jacaré, Vila Feliz, e comunidades como Castelinho, Gama, São Miguel. Este ano, espera-se ampliar essa cobertura.

Quem tem fome, tem pressa – A campanha Natal sem Fome foi idealizada pelo sociólogo Betinho, em 1993, e é uma das maiores mobilizações solidárias da sociedade civil. A iniciativa já ajudou dezenas de milhões de pessoas por todo o país a terem um natal digno, e a chamar a atenção das autoridades e sociedade sobre a tragédia da fome no país.

Secom Cabedelo