Redes Sociais - Facebook, Instagram, Twitter
Notícias
Caminhada reúne pais, professores e alunos cabedelenses no Dia Mundial de Conscientização do Autismo
3/4/2014 - Secretaria de Comunicação Social e Institucional

SECOM



"Quando a gente descobre que é mãe de autista, o mundo se fecha, até encontrarmos um ponto de apoio”. O depoimento de uma mãe de autista revela o cuidado e a importância de se trabalhar a inclusão social das pessoas que possuem esse caráter especial. É pensando nisso que a Secretaria de Educação de Cabedelo, através da Escola Municipal Paulino Siqueira, realiza, todos os anos, no dia 02 de abril, atividades para lembrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. Em 2014, a unidade marcou a data com uma caminhada, que aconteceu nessa quarta-feira (02), e reuniu mais de 200 participantes, entre professores, alunos e gestores, que percorreram as principais ruas do bairro de Camalaú.

A Escola Paulino Siqueira é pioneira, em Cabedelo, na inclusão social de alunos com necessidades especiais. Atualmente, a cidade conta com oito Salas de Recursos Multifuncionais, em diferentes escolas municipais, capacitadas para receber alunos com deficiência. Entre as que também participaram do evento, estavam as escolas Edilene de Oliveira Barbosa, João Roberto Borges de Souza e o Centro Integrado Imaculada Conceição.

A primeira dama do Município, vereadora Jacqueline Monteiro, também fez questão de marcar presença na caminhada e enfatizou, em discurso emocionado, a importância e a necessidade de proporcionar atenção especial às crianças com deficiência. “Estou muito feliz em ver toda essa mobilização. Sou autora de projetos de leis na Câmara, voltados para a Inclusão Social e, juntos, vamos abrir cada vez mais espaços em nosso Município para fortalecer as políticas públicas voltadas para pessoas com necessidades especiais", ressaltou.

Atendendo cerca de 700 alunos, distribuídos no ensino Fundamental e Médio, e 40 crianças com deficiência, sendo 06 autistas, a Escola Paulino Siqueira conta com uma equipe de profissionais habilitados para receber, de forma plena e responsável, esses estudantes, tendo um cuidador para cada aluno com deficiência. "Iniciamos este trabalho no ano de 2009, apenas com alunos com deficiência auditiva e, a partir dali, a escola foi abrindo portas e enfrentando novos desafios. Hoje, recebemos crianças cadeirantes, autistas, com deficiência auditiva, e todos estão inseridos em salas regulares, no meio dos outros alunos”, explica a gestora da unidade, Edna Pereira. Na Escola Paulino Siqueira, já foram implantadas outras ações importantes, a exemplo da inserção da Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) como disciplina, além dos cursos que são realizados com o alunado e também com a comunidade.

Edna lembra que esse trabalho de inclusão deve ser abraçado por todas as escolas e ressalta o incentivo e o apoio que vem recebendo da atual gestão municipal. "A conscientização é muito importante, por isso esperamos que todas as escolas abracem essa causa, como já vêm fazendo as escolas municipais Edilene Oliveira, João Roberto Borges e o Centro Integrado Imaculada Conceição, até porque essa é uma obrigação prevista em lei. Cada aluno com deficiência tem o seu cuidador específico ou intérprete. Ficamos muito felizes com a atenção que a gestão do Prefeito Leto Viana vem dedicando, defendendo e abraçando esta causa”, afirmou.

Reconhecimento das mães - As mães de alunos autistas, que são atendidos pela Rede Municipal de Ensino, fizeram questão, durante a caminhada, de relatar suas experiências e expressar o quanto são gratas pelo trabalho de inclusão que vem sendo desenvolvido na Escola Municipal Paulino Siqueira. "Todo esse trabalho tem nos ajudado bastante. Nessa escola, meu filho tem toda assistência dos funcionários e eu só tenho que agradecer à gestora, à pedagoga, à cuidadora e também ao pessoal da Inclusão. Antes, o comportamento do meu filho era agressivo e ele não brincava com criança alguma. Hoje ele brinca, canta e dança e já tem uma comunicação melhor com todos", afirmou Michele Félix, mãe do aluno autista Vinicius Félix.

"Quando a gente descobre que é mãe de autista, o mundo se fecha, até encontrarmos um ponto de apoio. Por isso eu quero agradecer a tudo que encontramos na Escola Municipal Paulino Siqueira, pois já vínhamos de escola particular e lá sofremos preconceito e discriminação. Aqui, nós recebemos apoio moral e psicológico. O reflexo na vida do meu filho é totalmente positivo, pois já há um desenvolvimento no relacionamento dele com a sociedade, a tranquilidade e a convivência com outros alunos que o respeitam e o recebem como igual ", ressaltou Sineide Maria, mãe do aluno autista Mateus Ferreira.

Autismo – O autismo caracteriza-se por um comprometimento grave e global em áreas nobres do desenvolvimento, como na comunicação, interação social, aprendizado e capacidade de adaptação. A pessoa com autismo tende a apresentar repertório restrito de interesse e atividades, além de ações rotineiras e rituais não funcionais. Sua manifestação poderá ocorrer antes dos três anos de idade. A incidência é quatro vezes maior em meninos do que em meninas.

Secom - Cabedelo

Serviços on-line
Portal da Transparência
Tenha acesso a todos os indicadores
Sistema de Informação ao Cidadão
Reclamações, sugestões e críticas
Portal do Contribuinte
Acesse todos os serviços on-line da prefeitura
Contracheque
Serviço exclusivo para os servidores municipais
Galeria de Fotos
foto


Programa Peixe na sua Mesa
foto

foto
 
Prefeitura Municipal de Cabedelo
Rua João Pires de Figueiredo, S/N - Centro
CEP: 58.310-000 - Cabedelo - Paraíba
(83) 3250-3180