Redes Sociais - Facebook, Instagram, Twitter
Notícias
Procon Cabedelo debate Lei da Fila com Bancos e orienta consumidores a denunciarem desrespeito
19/5/2015 - PROCON Municipal

Foto da Internet


A Procuradoria de Defesa do Consumidor (Procon) de Cabedelo participou, no último dia 18, a convite do Procon Estadual, de uma reunião com representantes da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) para discutir problemas relacionados ao atendimento bancário no município. O encontro, que aconteceu na cidade de Recife (PE), contou com a participação de representações dos Procons estaduais e das capitais de toda a região Nordeste e teve como pauta principal o tempo de espera nas filas dos bancos.

Cabedelo foi a única cidade não-capital que enviou representação do Procon à reunião, devido a visibilidade conseguida com suas ações junto à rede bancária do município. Na ocasião, o secretário geral do Procon Cabedelo, Francinaldo Oliveira, relatou os problemas existentes nos bancos da cidade e apresentou soluções para a redução do tempo de espera na fila. Além disso, ainda requereu providências em relação à acessibilidade para pessoas portadoras de deficiência.

“A bandeira levantada pelo Procon de Cabedelo – o problema da longa espera em filas, foi  a que prevaleceu na reunião. Essa, inclusive, é a questão mais preocupante, tanto em Cabedelo como em outras regiões. Esperávamos que os bancos fossem apresentar sugestões, algum projeto para melhoramento do atendimento ao consumidor, mas o que aconteceu foram apenas reclamações e reivindicações dos Procons. A Febraban não ofereceu nada de concreto aos Procons e, muito menos, aos consumidores”, destacou Francinaldo.

Em Cabedelo já foram registradas, este ano, 60 reclamações sobre o não cumprimento da Lei das Filas pelos bancos, mas o secretário do Procon acredita que esse número seja ainda maior. 

“A maioria dos consumidores que se sente desrespeitado pelas longas filas em bancos não reclama ao Procon. O número de registros poderia ser muito maior, porque sabemos que as reclamações são imensas e diárias. Mas é preciso que se faça o registro, para que possamos atuar de forma ainda mais contundente, usando os números ao nosso favor, a favor dos consumidores”, diz. 

Ao final do encontro, ficou aprovado o encaminhamento, por parte dos Procons, de relatórios de denúncias para a Febraban e o agendamento futuro de reuniões nos estados para apresentação de soluções.
 
Interdição - O secretário do Procon Cabedelo revelou ainda que, diante da ineficiência das multas aplicadas, a intenção dos Procons estaduais e municipais é buscar soluções mais efetivas,  como a interdição das agências. 

"O Procon municipal está autuando e multando, mas as instituições bancárias não resolvem a situação. Pagam a multa, mas infelizmente nada se resolve. Portando, estamos começando a fazer um  movimento estadual, buscando o fechamento das instituições bancárias que descumprirem a Lei da Fila, até a título de educação”.

Lei da fila – A lei estadual que regulamenta o tempo de espera nas filas bancárias é a de nº 9.426, de 2011, que determina que as agências bancárias do Estado coloquem à disposição de seus usuários pessoas suficientes e necessárias no setor de caixas, para que o atendimento seja efetivado no prazo máximo de 20 minutos nos dias normais, e de trinta em véspera e depois de feriados.

Para reclamações ou demais esclarecimento, o Procon disponibiliza do telefone (83) 3250.3230

Secom Cabedelo




Serviços on-line
Portal da Transparência
Tenha acesso a todos os indicadores
Sistema de Informação ao Cidadão
Reclamações, sugestões e críticas
Portal do Contribuinte
Acesse todos os serviços on-line da prefeitura
Contracheque
Serviço exclusivo para os servidores municipais
Galeria de Fotos
foto


Outubro Rosa 2017
foto

foto
 
Prefeitura Municipal de Cabedelo
Rua João Pires de Figueiredo, S/N - Centro
CEP: 58.310-000 - Cabedelo - Paraíba
(83) 3250-3180