Redes Sociais - Facebook, Instagram, Twitter
Notícias
Zoonoses realiza ação preventiva de Lepstospirose em comunidade carente
23/7/2015 - Secretaria de Saúde

Antonio Suelinton



A Coordenação de Zoonoses de Cabedelo realizou, nesta quarta-feira (22), uma operação preventiva contra a Leptospirose na Comunidade Favela do Rato, nas proximidades do antigo Moinho, entre as ruas Cleto Campelo (beira da linha do trem) e Nossa Senhora Aparecida (beira da maré). A ação, que faz parte do procedimento rotineiro de atendimento às denúncias e apelos encaminhados ao órgão, contou com desratização, vacinação de cães e gatos e educação sanitária da população.

A desratização foi feita através da aplicação de pó de contato (Cumatetralil) e raticida granulado junto às paredes do moinho e de residências onde a equipe teve o acesso permitido pelos proprietários. Nas habitações com infestação de roedores, a ação foi complementada pela distribuição de granulado com os moradores para uso posterior.

“É uma prevenção do risco de contaminação por Leptospirose na área de mangue, um espaço que é muito desprotegido e carente. Fazemos um trabalho preventivo buscando evitar que os ratos proliferem nessa área e contaminem a população, principalmente as crianças. A ação é complementada com o trabalho de educação entre os moradores. Além disso, também realizamos a vacinação de cães e gatos do local”, destacou o coordenador da Zoonoses, veterinário Domingos Lugo.

Lugo explicou, também, que a Favela do Rato foi escolhida a partir de denúncias encaminhadas ao órgão, o que motivou a avaliação do local, o levantamento dos riscos potenciais e o planejamento da ação. Segundo ele, todas as ações da Zoonoses baseiam-se nas demandas recebidas e na análise prévia dos riscos reais para grandes contingentes populacionais, que possibilitam ações de prevenção mais efetivas.   

“O trabalho da saúde preventiva, principalmente da Zoonoses, envolve todo o contexto de que a população está em risco e que a Secretaria de Saúde de Cabedelo está fazendo um trabalho para evitar que se chegue a um caso confirmado da doença. É preciso, porém, lembrar à população que todas as denúncias devem ser trazidas ao Centro de Zoonoses. Nossas ações não são realizadas nas casas individualmente, mas em áreas coletivas, como praças e prédios públicos”, complementou Lugo. 

O morador Joel Isidoro Mota participou da ação na Favela do Rato e teve um cachorro vacinado. Ele destacou a importância da iniciativa para toda a comunidade. 

“É bom porque realmente o cachorro vacinado já livra de morder uma criança e pegar uma doença maior. Às vezes aqui tem bastante rato. A gente sabe que rato é um bicho que nunca se acaba assim. As equipes vêm, colocam esses venenos, abrandam, mas depois começa de novo. Mas eles passam de ano em ano, de seis em seis meses, e a campanha é importante porque ajuda os moradores e deixa a cidade mais em ordem”. 

Já Marisa Montes, moradora da Rua Nossa Senhora Aparecida e dona de cinco cachorros e três gatos, mostrou-se contente com a presença da equipe da Zoonoses na rua. Além de vacinar os animais, ela ainda teve orientação quanto à compra de medicamento para combater a sarna que acomete alguns desses bichos. 

“Maravilhosa a visita dessa equipe aqui na rua. Eles vindo em casa, evita a gente de levar nossos animais para outro lugar para aplicar a vacina. Aqui em casa não tem ratos, por causa dos cachorros e dos gatos e também porque cuido do lixo, não deixo acumular, levo todos os dias. A população teria que fazer o mesmo”, ensinou. 

Para entrar em contato com a Zoonoses e realizar denúncias, ligue para (83) 3250.3265

Secom Cabedelo







Serviços on-line
Portal da Transparência
Tenha acesso a todos os indicadores
Sistema de Informação ao Cidadão
Reclamações, sugestões e críticas
Portal do Contribuinte
Acesse todos os serviços on-line da prefeitura
Contracheque
Serviço exclusivo para os servidores municipais
Galeria de Fotos
foto


Outubro Rosa 2017
foto

foto
 
Prefeitura Municipal de Cabedelo
Rua João Pires de Figueiredo, S/N - Centro
CEP: 58.310-000 - Cabedelo - Paraíba
(83) 3250-3180