Redes Sociais - Facebook, Instagram, Twitter
Notícias
Secretários e associações de comerciantes debatem organização do fluxo turístico no Parque do Jacaré
5/9/2015 - Secretaria do Turismo

Michael Sampaio



A organização do fluxo turístico no Parque Turístico do Jacaré foi pauta de encontro que reuniu na semana passada os secretários do Turismo, Meio Ambiente e a Procuradoria do Consumidor (Procon) de Cabedelo, com representantes da Empresa Paraibana de Turismo (PBtur), além de comerciantes, artesões locais e a iniciativa privada. Na reunião, que aconteceu no Centro de Informações Turísticas, foram discutidas as condições de funcionamento da área após a retirada dos bares do local.

Durante o encontro, foram levantadas questões como os espetáculos apresentados no local, sonorização, segurança, catamarãs (e outras embarcações que trafegam ou fundeiam ali), guias de turismo, poda da vegetação, além das condições estruturais do Parque. A reunião foi complementada por uma visita técnica para verificar in loco as demandas apresentadas.

“O objetivo foi o de articular ações para o Parque do Jacaré. A reunião foi solicitada pela associação dos logistas e dos artesões para que cuidemos de ações de funcionamento, ordenamento, som, catamarãs, ou seja, toda a parte de racionalização do funcionamento do parque. Procuramos encontrar soluções para as demandas apresentadas. Várias alternativas foram discutidas, e vão ser colocadas em prática”, destacou o secretário de Turismo, Omar Gama. 

O secretário do Meio Ambiente, Walber Farias, também comentou a reunião e destacou alguns problemas que exigem uma atenção imediata para garantir o funcionamento do Parque.

“O fluxo turístico do local está um pouco desorganizado. Mas estamos trabalhando em parceria com a iniciativa privada, por exemplo, no caso do som, para regularizar essa questão, bem como tomando providência com relação à manutenção do espetáculo do por do sol. Não só o Bolero de Ravel, mas o espetáculo da Ave Maria e outras atrações que queremos trazer para incrementar mais a atividade do Parque”. 

Farias ainda informou que questões pontuais, como a poda da vegetação, já estão sendo providenciadas a partir de parcerias com outros órgãos ambientais.   

Balanço do encontro - Para o consultor da PBtur, João Wharles Portela, a retirada dos bares favoreceu o Jacaré, uma vez que a presença deles descaracterizava-o como Parque. Encontros como esse, para ele, servem para fortalecer a ideia do projeto.

“As reuniões vão afinando as questões, vão diluindo , tirando as arestas de uma série de problemas. Cada vez que participamos desses encontros temos visto o resultado. Obviamente, nem tudo depende da Prefeitura. Tem Marinha, Capitania, logistas, camelôs, guias de turismo, agência de viagens, barqueiros, enfim, muitos atores envolvidos na questão. É um universo muito grande para se discutir, cada um com seus interesses. Creio, porém, que a Prefeitura, através de pessoas como os secretários Omar e Walber, vêm paulatinamente resolvendo as questões. O que esperamos é que o projeto para o Parque se concretize logo. Será muito bacana”. 

A presidente da Associação dos Artesões e Comerciantes do Jacaré, Tatiana Morimoto, revelou que alguns problemas como a segurança e o som já ganharam encaminhamento de solução por parte da Prefeitura e de parcerias com a iniciativa privada. A segurança no local será feita por um guarda municipal na parte da manhã, que, segundo ela, é o horário de ocorrência de roubos e assaltos.

“Nós, das associações do Jacaré, solicitamos essa reunião para que pudéssemos retornar as atividades. Solicitamos a presença dos órgãos envolvidos e, pelo que estamos vendo, todos estão atuantes para que tudo possa se resolver o quanto antes”, ressaltou.

Projeto – Em agosto, a Prefeitura de Cabedelo deu início à construção do Centro de Comercialização de Produtos Artesanais, no Parque Municipal Turístico do Jacaré. A obra teve um investimento total de R$ 609.400,00, oriundos do Ministério do Turismo, sendo R$ 24.400, 00 contrapartida do município, e deve ser finalizada em 180 dias.  Quem assina o projeto arquitetônico do Centro é a Secretaria de Habitação. O Mercado deve contar com 40 boxes comerciais, de 7,36 m³ cada, distribuídos em quatro blocos, em uma área de 800m². 

Além do Centro de Comercialização de Produtos Artesanais, o novo Parque do Jacaré contará com praça de alimentação com 15 estabelecimentos; área de serviços (bancos, correios, informações turísticas, policiamento, dentre outros) com mais 12 boxes; além do espaço para 4 grandes restaurantes que ficarão situados em bases elevadas, possibilitando a ampla visibilidade do espetáculo realizado no rio. A área também contemplará a valorização dos espaços verdes já existentes, locais para passeios públicos, praças e, principalmente, uma área maior para o público contemplar o Pôr do Sol. 

Secom Cabedelo







Serviços on-line
Portal da Transparência
Tenha acesso a todos os indicadores
Sistema de Informação ao Cidadão
Reclamações, sugestões e críticas
Portal do Contribuinte
Acesse todos os serviços on-line da prefeitura
Contracheque
Serviço exclusivo para os servidores municipais
Galeria de Fotos
foto


Reforma e Ampliação da Escola Miranda Burity
foto

foto
 
Prefeitura Municipal de Cabedelo
Rua João Pires de Figueiredo, S/N - Centro
CEP: 58.310-000 - Cabedelo - Paraíba
(83) 3250-3180