Redes Sociais - Facebook, Instagram, Twitter
Notícias
Procurador Geral de Cabedelo participa de Encontro com Gestores Municipais do Nordeste
26/10/2015 - Procuradoria Geral do Município

Proger



O procurador geral de Cabedelo, Antonio do Vale, participou do II Encontro Regional de Municípios – Diálogo Municipalista 2015, realizado nos últimos dias 22 e 23, em Recife (PE). 

Organizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), o evento, que reuniu gestores públicos de todos os estados do Nordeste, discutiu o atual cenário político-econômico que os municípios enfrentam em 2015, com reflexos em 2016. Na oportunidade, foram apresentados os índices de queda de consumo, inflação e de geração de empregos no âmbito regional e nacional.

O encontro teve como objetivos debater alternativas para a atual crise federativa que o Brasil enfrenta, valorizando a realidade da região Nordeste; e construir mecanismos que possibilitem a partilha igualitária dos recursos arrecadados e novos modelos de gestão para desenvolver e aprimorar a administração em todos os municípios.

Durante os dois dias de evento, foram expostas dicas da CNM sobre o Imposto sobre Propriedade Territorial Urbano (IPTU), Imposto Sobre Serviços (ISS), entre outros tributos, bem como melhor aproveitar a sua arrecadação e utilização.

Segundo os números apresentados, a inflação acumulada só em 2015 já atinge índices alarmantes, ultrapassando mais de 7% no IPCA (taxa de juros), 47% de aumento na energia elétrica e 8% na gasolina, fatores preponderantes para a desaceleração no consumo das famílias brasileiras. Efeitos diretos dessa crise são constatados na realidade financeira dos municípios e também na iniciativa privada. Só na região Nordeste, o número de perda de postos de trabalho já chegou aos 189.133 só este ano.

Antonio do Vale ressaltou o trabalho da gestão municipal de Cabedelo para enfrentar a situação econômica atual. 

“Os dados apresentados pela CNM são alarmantes e demonstram o atual cenário da crise financeira suportada por todos os municípios brasileiros, sobretudo ao analisarmos a taxa de crescimento do consumo, que teve uma retração de mais de 3% neste ano, números que não eram negativos desde 2003. Apesar de todas as adversidades debatidas ao longo do evento, saímos com o sentimento de que a atual gestão municipal vem tomando medidas corretas e concretas para estancar a crise e diminuir seus impactos, pois estamos conseguindo manter a folha de pagamentos dos servidores em dia, respeitando os índices obrigatórios e a Lei de Responsabilidade Fiscal, situação mais reclamada pelos gestores públicos presentes no evento”.

FPM - Outro tema muito debatido durante o Encontro foi a diminuição no percentual de repartição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), que caiu, ao longo de quase 30 anos, de 80 % para 33,51%. 

“Esse dado mostra o enfraquecimento da autonomia dos municípios com a ascendente queda em sua cota-parte do FPM. O Pacto Federativo estabelecido entre a União, Estados e Municípios é deixado de lado, tornando muitas cidades quase que em sua totalidade dependente de convênios com os Estados e a União para execução de obras importantes para o desenvolvimento local”, pontuou Vale. 

Soluções apresentadas - Uma das saídas apresentadas no evento para melhorar as condições financeiras dos municípios é a redistribuição do ISS. Foi abordado que 63% da receita deste tributo no Brasil vem de apenas 35 municípios. As capitais São Paulo e Rio de Janeiro recebem mais de 20% de todo o ISS do país.

“Como sugestão de alternativa para a democratização da distribuição das receitas, foram debatidas a situação do ISS relativo às operações de cartões e leasing, os quais deveriam ser destinadas aos municípios tomadores do serviço. É patente a força cada vez maior desses tipos de transações. São serviços prestados nos municípios, porém a receita é destinada e arrecadada por aqueles que sediam as Empresas, fato que ocorre em virtude da guerra fiscal de isenções, inviabilizando a concorrência com municípios menores. Uma solução apresentada é que o ISS fosse arrecadado pelo município onde a operação foi realizada, e não onde fica situada a sede da empresa. Essa é uma proposta que a CNM vem defendendo junto ao Congresso Nacional”, destacou o procurador. 

Proger Cabedelo
 






Serviços on-line
Portal da Transparência
Tenha acesso a todos os indicadores
Sistema de Informação ao Cidadão
Reclamações, sugestões e críticas
Portal do Contribuinte
Acesse todos os serviços on-line da prefeitura
Contracheque
Serviço exclusivo para os servidores municipais
Galeria de Fotos
foto


36 Anos Da Escola Rosa Figueiredo
foto

foto
 
Prefeitura Municipal de Cabedelo
Rua João Pires de Figueiredo, S/N - Centro
CEP: 58.310-000 - Cabedelo - Paraíba
(83) 3250-3180