Redes Sociais - Facebook, Instagram, Twitter
Notícias
Cabedelo realiza ações no Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais
29/7/2016 - Secretaria de Saúde

Eric Furni


A Secretaria de Saúde de Cabedelo (Sescab), por meio da Coordenação de DST/Aids, realizou, nesta quinta-feira (28), uma ação alusiva ao Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais – 28 de julho. O evento, que aconteceu no Serviço de Atendimento Especializado (SAE), em frente à Policlínica Municipal, teve por objetivo esclarecer a população sobre a doença e suas consequências, formas de transmissão e prevenção.

A ação contou com serviços de aferição de pressão arterial; tipagem sanguínea; teste rápido em HIV, sífilis e hepatite B e C; glicemia; entrega de preservativos masculinos, femininos e gel lubrificante; além de orientações acerca das DST’s e sobre o programa municipal de tabagismo e vacinação para hepatite B.

“Essa atividade faz parte do calendário nacional, no qual consta a Campanha de Combate às Hepatites Virais. O objetivo é conscientizar a população sobre a necessidade de prevenção, bem como de conhecer as formas de transmissão das hepatites, o que elas causam no corpo e  o tratamento. É uma maneira das pessoas conhecerem as doenças, se prevenirem e se testarem sempre”, explicou  a coordenadora de DST/Aids, Jéssica Ladyanne Brito, que também enfatizou a importância de campanhas desse gênero para a população cabedelense.

“A cidade de Cabedelo tem, em parte, uma população flutuante, tanto por causa do período de final e início de ano, com o veraneio, como também por conta das embarcações que chegam ao Porto. Essas condições fazem com que a população local fique vulnerável para o aparecimento das DST’s. Então, é sempre bom trabalharmos em cima disso, orientando a população sobre os métodos de prevenção. O investimento em educação em saúde também permite que, além de se prevenir, a pessoa passe a orientar membros de seu círculo social”. 

Para José da Silva Marinho, 39, morador do Bairro de Renascer II, a campanha representa um benefício para a população.

“Para mim foi ótimo demais. Acho que é sempre bom a gente saber o que tem no sangue, fazer os testes para saber se vai dar alguma coisa. Graças a Deus não deu nada. Acho um negócio muito importante o que estão fazendo, aqui hoje, pela cidade de Cabedelo. Gostei muito e que continue assim sempre, tendo eventos como esse que tanto ajudam a população”, comentou.

Registros e acompanhamento – Conforme Jéssica Brito, cabe a Vigilância Epidemiologia o trabalho de recebimento e consolidação das notificações de hepatites no município.

“As hepatites são doenças de notificação compulsória, ou seja, quando qualquer profissional da rede de saúde descobre que um paciente tem hepatite, automaticamente aquele paciente vai ser notificado para que os dados sejam enviados à Vigilância Epidemiologia e ela consolide para o Ministério da Saúde”, explicou.

Os testes rápidos para HIV, Sífilis e as Hepatites B e C estão disponíveis  no Serviço de Atendimento Especializado (SAE), nas 19 Unidades de Saúde da Família (USF’s), no Anexo da Policlínica e, exclusivamente para mulheres no momento do parto, no Hospital e Maternidade Padre Alfredo Barbosa (HMMPAB). Os testes rápidos são testes de triagem apenas. Para a confirmação dos casos, é preciso a realização de teste diagnóstico, o antiHCV, que é realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen).

O acompanhamento dos pacientes é feito por médico hepatologista no Anexo da Policlínica e a medicação é disponibilizada junto ao Complexo Hospitalar Clementino Fraga (CHCF), em João Pessoa. De acordo com Jéssica, este ano, até agora, Cabedelo só teve um caso confirmado de Hepatite C.

Tipos e prevenções – A hepatite é um grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo. Pode ser causada por vírus, uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. São doenças silenciosas que nem sempre apresentam sintomas, mas quando aparecem podem ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

No Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Existem, ainda, os vírus D e E, esse último mais frequente na África e na Ásia. Milhões de pessoas no Brasil são portadoras dos vírus B ou C e não sabem. Elas correm o risco de as doenças evoluírem (tornarem-se crônicas) e causarem danos mais graves ao fígado, como cirrose e câncer. Por isso, é importante ir ao médico regularmente e fazer os exames de rotina que detectam a hepatite. 

As ações da campanha relativa ao Dia Mundial de Combate as Hepatites Virais indicam algumas orientações para evitar as transmissões, entre elas o uso do preservativo em todas as relações sexuais, o uso de materiais esterilizados ou descartáveis em estúdios de tatuagem e piercings e o não compartilhamento de instrumentos de manicure e pedicure.




Serviços on-line
Portal da Transparência
Tenha acesso a todos os indicadores
Sistema de Informação ao Cidadão
Reclamações, sugestões e críticas
Portal do Contribuinte
Acesse todos os serviços on-line da prefeitura
Contracheque
Serviço exclusivo para os servidores municipais
Galeria de Fotos
foto


Reforma e Ampliação da Escola Miranda Burity
foto

foto
 
Prefeitura Municipal de Cabedelo
Rua João Pires de Figueiredo, S/N - Centro
CEP: 58.310-000 - Cabedelo - Paraíba
(83) 3250-3180