Redes Sociais - Facebook, Instagram, Twitter
Notícias
Semais debate em oficina causas, consequências e responsabilidade do Trabalho Infantil
26/10/2016 - Secretaria de Ação e Inclusão Social

Michael Sampaio


A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por meio da Secretaria de Ação e Inclusão Social (Semais), realizou, nesta quarta-feira (26), no Cabedelo Clube, uma oficina sobre o tema “Trabalho infantil – causas, consequências e responsabilidades”. O encontro reuniu cerca de 100 servidores municipais que formam a Rede de Proteção e Combate ao Trabalho Infantil na cidade portuária.  

O evento também contou com a participação de representantes de entidades como o Centro de Referência Estadual em Saúde do Trabalhador (Cerest); o Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (Fepeti); o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA); e o Ministério Público do Trabalho (MPT), dentre outros.

“Essa oficina está sendo construída a partir de uma provocação do Creas, o Centro de Referência em Assistência Social, que é onde se concentra a coordenação das várias atividades voltadas ao combate ao trabalho infantil aqui em Cabedelo. Nosso esforço é no sentido de buscar maior eficácia em nossas ações, fazendo interagir entre si as diversas áreas de governo envolvidas, como Saúde, Educação, Conselhos Tutelares, a própria Semais, entre vários outros setores comprometidos com o tema”, explicou o secretário da Semais, Euzo da Cunha Chaves.

Para a Procuradora do Trabalho Maria Edilene Lins Felizardo, Cabedelo, apesar de algumas ações positivas, ainda é carente de políticas públicas que erradiquem de vez o trabalho infantil, realidade que faz parte da maiorias das cidades paraibanas. 

“Estamos aqui imbuídos na união de forças entre os vários órgãos comprometidos com o combate ao trabalho infantil. Sabemos da importância de uma rede de assistência eficiente e de ações voltadas a oferecer, por exemplo, escolas em tempo integral, mais motivadoras, mas também uma adequada abordagem à família do menor exposto ao trabalho infantil, e uma presença mais constante em áreas de risco, como vemos em praias, mercados e feiras”, destacou. 

Para a Procuradora, o Poder Público Municipal deve buscar o comprometimento das comunidades nesse trabalho, “conscientizando as pessoas no sentido de que o trabalho infantil não dignifica a criança, além de impedir que ela desenvolva adequadamente suas potencialidades intelectuais, físicas e psicológicas”, finaliza. 
 
Secom Cabedelo



Serviços on-line
Portal da Transparência
Tenha acesso a todos os indicadores
Sistema de Informação ao Cidadão
Reclamações, sugestões e críticas
Portal do Contribuinte
Acesse todos os serviços on-line da prefeitura
Contracheque
Serviço exclusivo para os servidores municipais
Galeria de Fotos
foto


Seminário de Planejamento do Projeto Vivendo Cabedelo
foto

foto
 
Prefeitura Municipal de Cabedelo
Rua João Pires de Figueiredo, S/N - Centro
CEP: 58.310-000 - Cabedelo - Paraíba
(83) 3250-3180