Redes Sociais - Facebook, Instagram, Twitter
Notícias
Comitê Gestor realiza reunião de avaliação do Plano de Contingência de Combate ao Aedes Aegypti 2017
25/5/2017 - Secretaria de Saúde



A Secretaria de Saúde de Cabedelo (Sescab), sob a coordenação da Vigilância em Saúde, realizou, na manhã desta quarta-feira (24), no Auditório da Sescab, do Anexo II, a segunda reunião do ano do Comitê Gestor de Combate ao Aedes Aegypti. No encontro, foi feita a 1ª Avaliação do Plano de Contingência de Combate ao Aedes Aegypti 2017, lançado no mês de fevereiro, e definida ações  prioritárias para o período de chuvas. 

Conforme relatórios preliminares, Cabedelo continua posicionado abaixo de 1% Índice de infestação predial pelo Aedes Aegypti (LIRA), limite preconizado pelo Ministério da Saúde (MS). 

“Como já sabemos, o período chuvoso é sempre crítico quanto ao aumento na proliferação do Aedes Aegypti. Portanto, nossa reunião visa coordenar as várias ações integradas entre as áreas de governo envolvidas, e principalmente a população, no sentido de ampliarmos ações que combatam os focos do mosquito. Cada cidadão precisa se conscientizar que ele é o principal responsável pela limpeza de sua casa ou empresa”, comentou a gestora de Vigilância em Saúde de Cabedelo, Elisete Pimentel. 

A partir do plano já elaborado e anteriormente divulgado, estruturado em dois eixos principais de ações, o Comitê definiu as seguintes estratégias imediatas, durante o período das chuvas:

a) Ampliar a divulgação da campanha de combate ao mosquito por meio dos recursos de mídias sociais oficiais, das escolas municipais, da ação dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e de Combate à Endemias (ACE).
b) Integrar-se ao Mutirão de Limpeza programado para junho, realizando ações específicas de localização e combate a eventuais focos do mosquito.

O Comitê começa a considerar a possibilidade de adotar medidas que substituam o uso de fumacê, por já ser considerado um recurso pouco eficaz e que implica grande agressão ao meio ambiente.

Desde dezembro de 2016, foi constituída uma Comissão Executiva de Emergência para monitorar os pontos críticos e por em prática algumas ações emergenciais, ao lado das demais de caráter continuado, organizadas em dois eixos de ações principais:

Eixo 01: Redução da ocorrência de formas graves dessas doenças. Preconiza ações de apoio técnico aos profissionais da Atenção Básica para o manejo dessas doenças; coleta de amostras de sangue dos casos notificados para encerramento por critério laboratorial; ampliação do número de coletas para isolamento viral para detecção do sorotipo circulante; adequação e distribuição do fluxograma com classificação de risco e manejo adequado do paciente com suspeita da doença; monitoramento do número de atendimentos dos pacientes suspeitos da doença e sua evolução para os sinais clínicos da forma grave; investigação e encerramento dos casos suspeitos nos prazos estabelecidos pelo MS; monitoramento e avaliação semanal dos casos suspeitos, informando a Vigilância Ambiental e ao 1º NRS; emissão anual de boletim epidemiológico informativo da situação dessas doenças no município. 

Eixo 02: Redução dos LIRA para abaixo de 1% em todas as áreas críticas, através do fortalecimento do controle setorial. Esse eixo tem como objetivos específicos a realização de pesquisas para índice de infestação predial; intensificação do monitoramento do Aedes Aegypti nos pontos estratégicos; realização de bloqueios com tratamento focal e perifocal (bomba costal e/ou UBV), eliminação de criadouros e ações educativas nas localidades de maior incidência do vetor; e realização de diagnóstico para identificação da origem das pendências do trabalho de rotina e planejamento de ações para redução dos índices dos imóveis não trabalhados.

Constam, ainda, nesse eixo de ação, a manutenção de visitas domiciliares, casa a casa, para eliminação de focos de mosquitos por meio dos controles mecânicos, químicos, biológicos, e de ações educativas; realização de ações conjuntas de Educação em Saúde no combate às doenças, através da Secretaria de Educação, que envolvam diretores, professores, alunos, pais, profissionais de saúde e comunidades; e a efetivação, articulação e monitoramento das ações de mobilização para a prevenção e eliminação de focos de Aedes Aegypti e Albopictus, com a atribuição de acompanhar e avaliar periodicamente o cumprimento das ações de combate ao vetor das doenças.

Secom Cabedelo



Serviços on-line
Portal da Transparência
Tenha acesso a todos os indicadores
Sistema de Informação ao Cidadão
Reclamações, sugestões e críticas
Portal do Contribuinte
Acesse todos os serviços on-line da prefeitura
Contracheque
Serviço exclusivo para os servidores municipais
Galeria de Fotos
foto


Outubro Rosa 2017
foto

foto
 
Prefeitura Municipal de Cabedelo
Rua João Pires de Figueiredo, S/N - Centro
CEP: 58.310-000 - Cabedelo - Paraíba
(83) 3250-3180