Redes Sociais - Facebook, Instagram, Twitter
Notícias
SEPM inova e promove Curso Patchwork de Arte em Tecidos para artesãs locais
20/7/2017 - Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres

Eric Furni


A Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres de Cabedelo (SEPM) deu inicio, nesta quinta-feira (20), no auditório da Secretaria de Ação e Inclusão Social (Semais), ao Curso Patchwork de Arte em Tecidos, ministrado pela artesã Sinelma Barcelos. O curso, desenvolvido em forma de oficinas, tem por objetivo capacitar as participantes no domínio das técnicas da arte, que utiliza recortes de tecidos para criação de novas peças.

Cerca de 30 mulheres, entre artesãs profissionais e interessadas em aprender a técnica, compareceram à aula inaugural. Além das explicações introdutórias sobre a técnica, elas tiveram contato com as peças prontas que servirão de modelo e inspiração para as suas futuras criações. O curso é mais um fruto da parceria entre a SEPM com as Linhas Círculo S/A que, ao longo dos últimos anos, tem ajuda na capacitação de artesãos da cidade.  

“A parceria firmada com a Círculo só tem engrandecido o artesanato de Cabedelo, e já rendeu algumas oficinas na área de crochê. Agora estamos inovando e, pela primeira vez, promovemos um curso de Patchwork na cidade. Trata-se de uma ação voltada para o empreendedorismo, que é um dos eixos de atuação da Secretaria. A SEPM investe na autonomia financeira das mulheres com ações como essas. Esse é o nosso compromisso. Vamos nos empenhar sempre em trazer para Cabedelo cursos de capacitação, em especial para o artesanato, que, cada vez mais, cresce por aqui”,  comentou a secretária Mônica Pimentel.

O curso será oferecido ao longo de dois dias, totalizando a carga horária de 8 horas/aula e, de acordo com a ministrante Sinelma Barcelos, é totalmente voltado para a prática. São oficinas, precedidas de explicações sobre técnica, onde as alunas vão construir suas próprias peças para poder compreender todo processo de confecção.

“Trata-se de um artesanato relativamente novo, não só na Paraíba, mas no Brasil. A técnica tem 30 anos e por isso considero muito novo ainda e pouco divulgado. Basicamente, ela é a construção de peças utilizando tecidos e retalhos. No curso, especificamente, vamos tentar apresentar também novos materiais para que elas possam incrementar com os trabalhos que já fazem hoje. O andamento do curso depende do desempenho, ou seja, investe-se na conclusão da peça, na compreensão da maneira como se faz, para poder passar para outro nível”, explicou a professora, que aproveitou e teceu elogios à iniciativa da SEPM. 

“Fiquei sabendo como é o desenvolvimento das peças de artesanato em Cabedelo através de outros artesãos que aqui estiveram ministrando oficinas e fiquei muito encantada. Acho superimportante a iniciativa da Secretaria, não só pela valorização da mulher como uma participante, como uma atuante no nosso mercado, mas porque ela realmente tem uma força que não está sendo utilizada no desenvolvimento como deveria. Então ter uma Secretaria específica que possibilita a capacitação e que trabalha com as mulheres para o seu emponderamento, crescimento e autoestima é algo que vai contribuir para que nosso mundo se torne um pouco melhor”, completou. 

A professora aposentada Maria Madalena da Silva, moradora de Praia Formosa, que já participou das oficinas anteriores, elogiou a oportunidade de aprender uma nova técnica. 

“Adoro artesanato, me interessei e comecei a participar. É muito importante para mim e creio que para todas as outras, sejam artesãs ou não, participarem desse tipo de curso. Esse momento é quase uma terapia. É a hora de rever amigas que se aposentaram junto comigo, e um  encontro de mulheres é sempre cheio de novidades. Agradeço a oportunidade e a atenção dada pela SEPM às mulheres, pois sempre me ligam para ver se eu tenho interesse. Além de tudo, é uma oportunidade para as comunidade, principalmente para as artesãs mostrarem seu trabalho, se aperfeiçoarem com pessoas que vêm de fora, e conseguirem algum retorno financeiro”.

Já Nicélia Ribeiro da Silva, artesã do projeto Ondinas e moradora de Ponta de Matos, agradeceu a oportunidade de fazer o curso e se mostrou bem entusiasmada com o aprendizado. 

“Adoro essas coisas e era meu sonho fazer patchwork. Queria muito e, graças a Deus, veio para a nossa cidade. É a primeira oficina nesse estilo que participo. Faço crochê e, desde o ano passado, sou do projeto Ondinas. Estou aqui para aprender. Esse tipo de aprendizado serve para valorizar muito nosso trabalho. Somos artesãs e temos vontade de aprender, de diversificar nossas técnicas e já ir pensando em novas criações”, finalizou. 

Secom Cabedelo



Serviços on-line
Portal da Transparência
Tenha acesso a todos os indicadores
Sistema de Informação ao Cidadão
Reclamações, sugestões e críticas
Portal do Contribuinte
Acesse todos os serviços on-line da prefeitura
Contracheque
Serviço exclusivo para os servidores municipais
Galeria de Fotos
foto


Outubro Rosa 2017
foto

foto
 
Prefeitura Municipal de Cabedelo
Rua João Pires de Figueiredo, S/N - Centro
CEP: 58.310-000 - Cabedelo - Paraíba
(83) 3250-3180