Redes Sociais - Facebook, Instagram, Twitter
Notícias
Profissionais de saúde da PMC participam de curso de Libras para atendimento inclusivo
2/8/2017 - Secretaria de Educação

Michael Sampaio


A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por intermédio das Secretarias de Saúde (Sescab) e Educação (Seduc), deu início ao Curso Básico de Linguagem Brasileira de Sinais (Libras), voltado para os profissionais de saúde da Atenção Básica. A iniciativa busca melhorar a qualidade do atendimento ao público, especificamente aos usuários surdos.

A aula inaugural aconteceu nesta terça-feira (1º), na Escola Municipal Maria José de Miranda Burity, no bairro Praia do Poço, e reuniu a primeira das duas turmas de 40 profissionais de saúde que terão aulas nesta semana. Ao todo, 80 profissionais, dentre agentes comunitários, técnicos de enfermagem, enfermeiros e atendentes, participarão das aulas, com duração de 2 horas e que ocorrerão entre os meses de agosto e dezembro. Ao todo, o curso possui carga horária de 32 horas/aulas.

Cabedelo está um passo à frente na Inclusão Social. A rede municipal de ensino disponibiliza um intérprete de libras para cada aluno surdo, nos três turnos. A cidade também é referência na Paraíba como sendo a primeira a ter professores efetivos com especialidade na área de Libras. O curso, inclusive, será ministrado pelas professoras e intérpretes de Libras Jacqueline Borba (com bacharelado em Letras/Libras e proficiência e especialização em Libras), Vanessa Silva e Gessinette Borba (ambas com proficiência e especialização em Libras), que são funcionárias do quadro efetivo da PMC.

"É com muita alegria que abrimos as portas da escola Burity, que é uma escola padrão do nosso município, para receber esse curso tão importante. Cabedelo, hoje, é uma cidade inclusiva. Já temos um Centro Especializado de Inclusão e agora disponibilizamos profissionais para a realização desse curso, que é mais uma parceria da Educação com a Saúde e visa o atendimento de qualidade para pessoas com deficiência. É um momento de aprendizado, e esperamos que todos possam concluir o curso, pois nossa cidade só tem a ganhar com isso", destacou o secretário de Educação, Alsony Meireles. 

A coordenadora de Educação em Saúde da Sescab, Alenaide Viegas, falou sobre a importância do curso e da pretensão da Secretaria em estendê-lo para todos os profissionais.

"Acolher bem e entender o que uma pessoa com deficiência está transmitindo e sentindo é muito importante para quem promove saúde. Nesse primeiro momento, devido a questões de logística e demanda, o curso é ofertado para os profissionais da Atenção Básica, mas temos a pretensão de incluir, nas próximas etapas, os demais profissionais de outros setores da Saúde. Também irei participar, porque é de extrema importância para nossa formação como assistente social e, acima de tudo, para a qualidade do serviço público”. 

A iniciativa do curso partiu de um requerimento na Câmara Municipal, de autoria do vereador Júnior Datele (PEN), cuja ideia foi aperfeiçoada e ofertada pelo Centro de Atendimento Educacional Especializado (Educação Inclusiva) do Município, que antes era apenas um setor da Secretaria de Educação e que, atualmente, já atende cerca de 63 usuários com uma equipe multidisciplinar. O Centro de Educação Inclusiva fica situado na rua São João, vizinho à escola municipal Edlene Oliveira, no bairro de Camalaú.

Inclusão - A agente comunitária de saúde (ACS) Valdenice Lima está fazendo o curso e demonstrou uma razão especial para isso: ela é mãe de uma jovem com deficiência auditiva (surda). 

"A implantação desse curso é uma ideia muito boa. Eu tenho uma filha e nós já sentimos muito essa dificuldade na nossa vida. Hoje, quando ela vai para um posto de saúde, não tem tanta dificuldade, pois já sabe ler e escrever. Mas quando não se sabe, se não tiver uma pessoa que fale em Libras é muito difícil para eles. Seria bom que esse curso fosse extensivo para recepção de outros setores essenciais, a exemplo de hospitais", sugeriu. 

O estudante surdo Wallace Félix, atualmente aluno da rede pública estadual, mas que já foi atendido pela Educação Inclusiva do Município, fez questão de participar da aula inaugural e de expressar, em Libras, sua satisfação com a iniciativa: "É bom encontrar pessoas que nos compreendam em diversos setores públicos do município". 

Secom Cabedelo



Serviços on-line
Portal da Transparência
Tenha acesso a todos os indicadores
Sistema de Informação ao Cidadão
Reclamações, sugestões e críticas
Portal do Contribuinte
Acesse todos os serviços on-line da prefeitura
Contracheque
Serviço exclusivo para os servidores municipais
Galeria de Fotos
foto


Outubro Rosa 2017
foto

foto
 
Prefeitura Municipal de Cabedelo
Rua João Pires de Figueiredo, S/N - Centro
CEP: 58.310-000 - Cabedelo - Paraíba
(83) 3250-3180