Redes Sociais - Facebook, Instagram, Twitter
Notícias
Alunos e comunidade do Poço participam de palestra sobre violência contra a Mulher
23/8/2017 - Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres

Michael Sampaio



A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por intermédio da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres (SEPM), deu continuidade, nesta quarta-feira (22), às atividades do projeto "Agosto de Maria", baseado na Lei municipal 1.839/2017, de autoria da vereadora Jacqueline Monteiro (PRP).

O projeto, que tem por objetivo abordar, divulgar e esclarecer questões sobre a violência contra as mulheres na rede municipal de ensino, chegou aos alunos do Ensino de Jovens e Adulto (EJA) da escola municipal Maria José de Miranda Burity, no bairro de Poço.

A palestra sobre a Lei Maria da Penha e seus desdobramentos aconteceu no pátio da escola e reuniu centenas de alunos da unidade e também da escola Rosa Figueiredo de Lima. A roda de conversa foi coordenada pela advogada Juliana Ataíde, assessora jurídica da SEPM e palestrante do "Agosto de Maria", e trabalhou a temática da violência doméstica contra as mulheres.

A ação ainda contou com a participação especial da secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Mônica Pimentel, e da criadora da lei municipal, a vereadora e primeira-dama, Jacqueline Monteiro, que destacou o fato de Cabedelo ter sido parabenizada pelo Instituto Maria da Penha, de Fortaleza (CE), por conta da iniciativa.

"Estou muito feliz por prestigiar esse momento e estar diante de uma plateia maravilhosa de alunos, e também num espaço de qualidade que foi recuperado recentemente pela atual gestão municipal. Como vereadora e primeira-dama, tenho me preocupado sempre com as causas que envolvem as mulheres, e nós temos muito orgulho em dizer que somos o único município do Brasil que criou uma lei que ampara a lei Maria da Penha, e isso servirá de modelo para outras centenas de municípios no nosso Estado e em todo País", destacou Jacqueline.
Na ocasião, a secretária Mônica Pimentel também falou sobre o Agosto de Maria e divulgou outros projetos que são realizados pela SEPPM.

"O projeto nasce dessa ideia de levar às escolas esclarecimentos acerca da violência contra a mulher, principalmente sobre a lei Maria da Penha, e ficar na expectativa que isso provoque nos alunos conscientização e sensibilização sobre o tema, fazendo uma desconstrução de paradigmas e de uma cultura de violência. Esse projeto é pioneiro em todo o Brasil e, por esse motivo, está sendo muito elogiado e procurado. Esperamos que, com isso, outros municípios possam implantá-lo. É importante ressaltar também que, além desse, a Secretaria das Mulheres vem desenvolvendo uma série de projetos e obtendo excelentes resultados, mudando a realidade de muitas mulheres cabedelenses", disse.

"Quando eu apanhava, eu me escondia" - A noite foi pontuada por depoimentos marcantes que emocionaram o público presente, e que serviram para encorajar outras mulheres que vivenciam situações semelhantes. Essa foi a principal intenção de Sara Cardoso, supervisora da escola municipal Maria José de Miranda Burity, que teve a coragem de relatar sobre sua experiência de vida.

"Por 16 anos eu fui agredida física e emocionalmente. Tudo que me fizesse crescer e me edificasse o atingia. Eu sou uma prova de que isso não acontece apenas com quem não tem instrução, e o maior problema é a vergonha que nós, mulheres, sentimos de pedir socorro. E isso tem que acabar. A gente quer considerar a sogra, os filhos e o mundo inteiro e isso acaba nos enterrando num buraco, sem procurar ajuda. Quando eu apanhava, eu me escondia de todo mundo e me calava. Mas isso não podia mais acontecer, pois quando a gente se cala, a gente reforça as atitudes do agressor. Hoje, eu tenho coragem de dizer que eu venci. Para a glória de Deus, eu venci. Eu me arrependo de ter passado tanto tempo numa situação como essa, porque os traumas ficaram nos meus filhos, só Deus sabe o que passa, hoje, na cabecinha deles. Portanto, não tenham medo ou vergonha de denunciar", disse, emocionada.

Ao final das atividades, a estudante Fernanda Bezerra, da escola municipal Rosa Figueiredo de Lima, demonstrou o porquê valeu a pena ter participado da atividade.

"Eu achei muito legal essa palestra porque esse é um assunto que quase não ouvimos falar no dia a dia. E essa ação é uma forma de aprendermos sobre todos os fatores que envolvem a violência contra a mulher e estarmos preparadas para quando acontecer uma situação como essa. Eu gostei muito de ter participado, e lembrei que a minha mãe já me contou que sofreu muita agressão no passado com o ex marido dela, e as pessoas não tinham como ajudá-la porque não sabiam como", finalizou.

Programação das próximas atividades do Agosto de Maria:
Dia 23/08 - 19h - Abordagem na escola municipal Rosa Figueiredo
Dia 24/08 - 20h - Abordagem na escola municipal Elizabeth Ferreira
 
Secom Cabedelo









Serviços on-line
Portal da Transparência
Tenha acesso a todos os indicadores
Sistema de Informação ao Cidadão
Reclamações, sugestões e críticas
Portal do Contribuinte
Acesse todos os serviços on-line da prefeitura
Contracheque
Serviço exclusivo para os servidores municipais
Galeria de Fotos
foto


Outubro Rosa 2017
foto

foto
 
Prefeitura Municipal de Cabedelo
Rua João Pires de Figueiredo, S/N - Centro
CEP: 58.310-000 - Cabedelo - Paraíba
(83) 3250-3180