/Os Piratas voltam ao Carnaval de Cabedelo após 13 anos e lotam BR-230 com muita animação

Os Piratas voltam ao Carnaval de Cabedelo após 13 anos e lotam BR-230 com muita animação

Segundo dia de Corredor da Folia ainda contou com o Bloco dos Patos

Após 13 anos sem sair às ruas de Cabedelo, o Bloco Os Piratas voltou com tudo no Carnaval 2020. Nessa sexta-feira (21), os foliões mataram a saudade de uma das agremiações mais tradicionais na folia cabedelense.

Além d’Os Piratas, o 2º de carnaval tradição em Cabedelo contou com toda a alegria do Bloco dos Patos, que fez o Corredor da Folia ferver, além de outros Blocos alternativos em diversos bairros da cidade.

Milhares de pessoas lotaram a BR-230 para acompanhar a animação, o colorido e a empolgação d’Os Piratas, que homenageou a cidade portuária, estampando os pontos turísticos de Cabedelo em seu abadá ao som da cantora Janaina Dias (A Loira Pressão) e  DJ Cris L . 

Emocionada, Zileide Araújo (Zizi) enalteceu a atuação da Prefeitura para que o bloco retornasse ao carnaval de Cabedelo.

“Vocês não tem a noção de como eu bom estar novamente aqui. Os Piratas estão novamente na avenida e eu tenho de agradecer primeiramente a Deus que fez com que tudo isso acontecesse em um período de 30 dias. Quero também agradecer a todos da Prefeitura, que atuaram de forma incansável nessa nossa conquista. E por fim, agradeço a todos os patrocinadores do nosso bloco. Ano que vem quero voltem todos os blocos tradicionais da BR”.

O Bloco Os Piratas foi fundado em 1994, com o intuito de levar ao povo cabedelense um pouco da experiência do tradicional carnaval de Salvador, com bandas baianas e megaestruturas, desfilando através de um grande corredor na BR 230.

No ano de 2007, com um decreto que proibiu a realização de blocos pela BR 230, Os Piratas deu uma trégua durante 13 anos. Em 2020, com o convite e a liberação da Prefeitura Municipal de Cabedelo, ele voltou, resgatando a tradição do Carnaval dos anos 90 da cidade portuária. 

Para quem faz parte da história do bloco, seu retorno ao Carnaval consagra ainda mais a programação preparada pela Prefeitura para as festas de Momo

A foliã Elisangela Lima disse que esperou por muitos anos pra poder pular carnaval num bloco na BR, pois quando criança só acompanhava de longe a sua avó brincando.

“Durante o tempo que os blocos foram suspensos eu fiquei só na vontade porque imaginava essa coisa da Bahia, do trio elétrico, do abadá… Pensei que isso nunca iria voltar a acontecer em Cabedelo. Está de parabéns a organização e a Prefeitura por dar apoio”, afirmou.

Valdilene dos Santos, que veio de Guarabira com a família passar o carnaval em Cabedelo, lembra exatamente como era antes e ainda elogia o período carnavalesco na cidade.

“Todos da minha família vinham sempre pra cá e haviam deixado por alguns anos, mas estamos de volta. Aqui sempre foi uma festa maravilhosa, que movimenta a cidade e antes também era assim, com atração pra todo tipo de gosto. O bom de Cabedelo é isso”.

Nosso Forte é a Alegria – Para este sábado de carnaval (dia 22), a irreverência das Donzelas do Cais vai tomar conta da festa, com concentração a partir das 18h na Praça Getúlio Vargas . 

No Calçadão de Formosa também terá muita serpentina e animação, com o início dos shows no trio elétrico parado na orla. Após a dispersão das Donzelas, é a vez da cantora Raiany Stefanny e da banda Nagibe manter a euforia dos foliões.