/Prefeito recebe empresário para discutir privatização do Terminal Pesqueiro

Prefeito recebe empresário para discutir privatização do Terminal Pesqueiro

Os debates em torno da privatização do Terminal Pesqueiro de Cabedelo tiveram mais um capítulo nesta segunda-feira (16). O prefeito Vitor Hugo esteve reunido com empresário do setor pesqueiro para discutir a retomada das atividades do Terminal e a viabilidade econômica da pesca na região.

Na reunião – que contou com a participação dos secretários de Turismo, Saulo Barreto; e da Indústria, Comércio e Portos, Alexandre Maia – o empresário Jesus Zapata (Trading Pescados Ltda) apresentou sua experiência com a implantação de projetos pesqueiros na Paraíba. Também foram discutidos o estado em que se encontra o processo de privatização e os passos a serem dados para sua concretização.

“Estamos atualmente em meio a um processo que visa a privatização e a viabilidade econômica dele, que depende, em muito, de uma atividade pesqueira ativa. Por isso, é importante nos reunirmos com pessoas que tenham experiência, que apresentem propostas e tenham interesse em realmente promover a recuperação dessa indústria, que é muito importante para o desenvolvimento econômico e social de Cabedelo”, declarou o prefeito Vitor Hugo.

De acordo com o gestor, há um interesse real por parte do Governo Federal em transformar o Terminal cabedelense em modelo nacional para instalações similares, sendo essa a disposição verificada após as reuniões com os técnicos da Secretaria Especial da Pesca da Presidência da República (Seap), ocorridas na semana passada.

O processo de licitação, contudo, demanda, além da recuperação física do terminal, de uma série de decisões que envolvem questões de legislação, fiscalização e a atividade de pesca em geral, bem como o ordenamento e regulação da pesca estrangeira em nosso litoral.

“Recebemos hoje o ex-cônsul da Espanha, que foi o responsável por trazer os armadores para pesca do atum, há quinze anos, e que tornou a Paraíba, à época, primeiro lugar na pesca do atum no Brasil. Estamos tentando trazer pessoas que já têm um know how e conhecem a problemática de Cabedelo para esse grande projeto, que é a retomada da pesca oceânica. Caso se concretize, o que não é difícil e estamos lutando para isso, será um grande incentivo para o desenvolvimento econômico do município, possibilitando que sejamos o primeiro arrecadador de impostos no estado”, sintetizou o secretario do Turismo Saulo Barreto.

Secom Cabedelo