/Prefeitura convoca pescadores donos de Caiçaras para debater projeto de reordenação dos espaços na orla local

Prefeitura convoca pescadores donos de Caiçaras para debater projeto de reordenação dos espaços na orla local

Na ocasião, o prefeito Vitor Hugo tranquilizou os pescadores quanto à retirada de seus equipamentos nas Praias de Miramar e Ponta de Matos

A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por meio da Secretaria de Meio Ambiente Pesca e Aquicultura (Semapa), reuniu, nesta sexta-feira (9), pescadores que possuem Caiçaras nas praias de Miramar e Ponta de Matos. Em pauta, o debate sobre o ordenamento das instalações na orla da cidade.

Entre os assuntos discutidos, destaque para o Projeto de Ordenamento de Caiçaras, que prevê a construção de módulos padronizados e pavimentação de todo o local. A ideia do Governo Municipal é ordenar o espaço, evitando a proliferação de caiçaras construídas por pessoas que não são pescadores.

O encontro aconteceu na sede da Colônia de Pescadores e contou com a participação do prefeito Vitor Hugo; do secretário da Semapa, Walber Farias; do secretário executivo da Pesca do Estado, Arlindo Junior; do presidente da Colônia de Pescadores, Calula; do vereador Divino Felizardo; e de membros da comunidade pesqueira local.

“Precisamos conversar com os pescadores e trazer informações acerca das ações que serão tomadas pela PMC visando valorizar o segmento. Essa é uma gestão que tem preocupações com a cidade em todos os aspectos e, principalmente, sobre segmentos como o dos pescadores, que tanto caracterizam nossa cultura e nossa economia. O processo de reordenação da orla é uma determinação federal a qual a Prefeitura tem o dever de acatar. Necessário, contudo, dizer que não é intenção prejudicar os verdadeiros pescadores. Vamos nos empenhar na providência de melhoria para a classe, resgatando e melhorando a vida do pescador raiz”, declarou o prefeito Vitor Hugo.

Dentre as melhorias para o segmento, o prefeito listou a montagem de uma fábrica de gelo para servir aos pescadores, a aquisição material de pesca e a instalação de uma escola naval para formação de profissionais na construção e recuperação de embarcações, além da construção das caiçaras.

“Convocamos essa reunião para discutir a situação em que se encontra nossa orla atualmente, sobretudo, no tocante à ocupação desordenada e à proliferação de caiçaras construídas por pessoas que não são pescadores. Discutimos a questão do projeto e as diretrizes que estão sendo tomadas no intuito de disciplinar a ocupação, em função, também, das notificações que eles receberam dias atrás. Há uma determinação federal para retirada das caiçaras e precisamos informar, tranquilizar o pessoal quanto ao processo de desocupação que deve focar os que não têm a pesca como meio de vida”, declarou o secretário do Meio Ambiente, Walber Farias.