/Prefeitura promove ação em alusão ao Dezembro Vermelho

Prefeitura promove ação em alusão ao Dezembro Vermelho

Secretaria de Saúde dispõe de testes rápidos e Kits de prevenção e acompanhamento para portadores do HIV

A Secretaria de Saúde de Cabedelo (Sescab), por meio da Vigilância em Saúde e Coordenação de IST/Aids, realizou, nesta quarta-feira (05), uma ação em alusão ao Dia Mundial de Luta contra o HIV/Aids, celebrado no sábado (1º), e ao Dezembro Vermelho, campanha que busca o debate sobre a prevenção ao HIV/Aids.

A iniciativa aconteceu em frente à Estação Ferroviária, no Centro. Na ocasião, foram oferecidos testes rápidos para HIV, Sífilis, Hepatites B e C, orientações sobre ISTs e entrega de preservativos.

Durante a comemoração, profissionais da saúde, juntamente com a Banda do Caps AD, fizeram o percurso entre as estações Centro e Renascer, realizando a distribuição de preservativos e panfletos com os passageiros.

“Cabedelo, assim como todo o Brasil e o mundo, não pode baixar a guarda diante da ameaça da Aids. O país é uma referência mundial na efetividade das politicas de prevenção e no combate à doença. Como temos registros de outras doenças que têm se destacado nas estatísticas, temos que voltar as nossas atenções para a conscientização e a prevenção, bem como para a preparação da rede de saúde para o tratamento”, comentou o secretario da saúde, Murilo Wagner Suassuna.

Este ano foi implantado, em todos os serviços de saúde do município, o teste rápido de HIV. A cidade também dispõe do Serviço de Atendimento Especializado (SAE), que funciona na Policlínica Municipal, e é responsável por acompanhar os portadores, gestantes e recém-nascidos de mães portadoras. Para estes últimos, a Prefeitura distribui leite especial para crianças no período e amamentação.

Outra ação realizada pelo município foi a instalação do Kit de Prevenção para o tratamento de recém-nascidos, que busca prevenir a transmissão vertical. Além disso, todos os profissionais foram capacitados nos protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas para que tenham possibilidade de atender, diagnosticar e encaminhar corretamente os pacientes com HIV.

“O recado que Cabedelo quer deixar com a realização desse evento é que quanto mais precoce for feito o diagnóstico, melhor a perspectiva para a vida das pessoas. No momento em que se faz o teste e dá positivo, inicia-se imediatamente o tratamento com os antirretrovirais, e isso vai tanto melhorar a qualidade de vida do portador, como também reduzir o risco de morte. É importante que todos façam o teste, pois uma vez detectado, o paciente é encaminhado imediatamente para o tratamento”, explicou a gestora da Vigilância em Saúde, Júlia Vaz.

De acordo com Júlia, de 2007 até hoje, foram registrados 262 casos de Aids no município. Este ano, revendo os dados dos últimos 4 anos, a cidade vem apresentando uma das menores ocorrências.

“Esses dados são extremamente favoráveis para a cidade, pois mostram que a prevenção foi bem trabalhada, conseguimos reduzir os riscos de transmissão e temos atuado, principalmente, nas USF’s, com a distribuição de preservativos. Cremos que a população está mais esclarecida e esse é um ponto positivo”, complementou Júlia.

Dia de Luta – Comemorado anualmente em 1º dezembro, há 30 anos, o Dia Mundial da Luta contra Aids é uma data destinada a conscientizar a população sobre uma das doenças que mais matam no mundo: a Síndrome Humana da Imudeficiência (AIDS).

A data não é tida apenas como uma oportunidade para informar sobre os sintomas, perigos e formas de se prevenir da doença, tem também a função de auxiliar no combate contra o preconceito que os portadores de HIV –vírus humano de imunodeficiência – sofrem na sociedade por causa da doença.

“Esse dia foi criado para que lutássemos contra o preconceito, entendermos as diversidades, que a pessoa que convive com o HIV não pode ser excluído da sociedade. É uma mobilização social que incentiva a prevenção, o diagnóstico e o controle da doença. Estamos junto com o Serviço de Atendimento Especializado tentando fortalecer as ações para o usuário de Cabedelo saber que temos um serviço que está de portas abertas para atender de forma capacitada”, finalizou a coordenadora da IST/Aids, Alecsandra Bezerra.

Secom Cabedelo