/Professores e gestores participam de capacitação visando o combate à violência no ambiente em escolar

Professores e gestores participam de capacitação visando o combate à violência no ambiente em escolar

A Secretaria de Educação de Cabedelo (Seduc), em parceria com o Ministério Público da Paraíba (MPPB), realizou, nesta segunda-feira (14), o 2° encontro para formação continuada de mediadores do projeto Pescadores da Paz.

O evento foi realizado no auditório da Seduc e contou com a participação de, aproximadamente, 40 gestores, supervisores e professores. Com o objetivo de instruir o mediador para a promoção de uma cultura de paz nas escolas, foi ministrada uma palestra sobre comunicação não violenta, técnicas de mediação, reunião e estudo de caso com a Dra. em Educação e Advogada, Joseane Batista de Azevedo.

O Pescadores da Paz é uma iniciativa que visa a formação de mediadores para executar no âmbito escolar as práticas da Justiça Restaurativa com soluções pacíficas para a resolução de conflitos, a partir do diálogo e da escuta, visando a responsabilização e a reparação de danos. O projeto é uma iniciativa da Prefeitura de Cabedelo, e surgiu inspirado no projeto ‘Na escola com respeito – Centro de Apoio Operacional – Educação’, decorrente de um acordo firmado em 2017 entre o MPPB e a Seduc.

“Esse é um projeto que foi elaborado tanto para mediar conflitos, quanto para preveni-los, e a comunicação é um grande aliado nessa nossa missão. Hoje nós estamos nos preparando para as reuniões, mediações e reflexões que serão feitas nas escolas para o gerenciamento de crise e manutenção da paz.”, destacou a coordenadora de assistência ao educando/ Programa Saúde na Escola, Rosália Melo.

Idelbrando Lima, professor de História da Escola Elizabeth Ferreira da Silva, mediador em formação, já começou a aplicar alguns princípios do projeto em sala de aula e, apesar de precoce, os resultados já começaram a aparecer.

“Apesar de ser um projeto novo, pois começamos há cerca de um mês, já é possível notar algumas mudanças no comportamento dos alunos. Já iniciamos algumas dinâmicas de círculo, estimulando para que eles aprendam a falar mais sobre si e também a escutar os colegas. Nosso objetivo é minimizar os problemas, e a conversa tende a resolver muitas questões”.

O Pescadores da Paz prevê, ainda, a realização de mais seis encontros mensais e, ao final, em novembro, a realização de um seminário pela paz para todas as escolas, gestores e comunidade.

Secom Cabedelo