/Prefeitura implanta sistema 24 horas para recebimento imediato de notificações de doenças

Prefeitura implanta sistema 24 horas para recebimento imediato de notificações de doenças

A Secretaria de Saúde de Cabedelo (Sescab), por meio da Coordenação Vigilância em Saúde, implantou um sistema ativo 24 horas para o recebimento de notificações imediatas de doenças, agravos e eventos de saúde pública verificados na rede de saúde do município.

O serviço tem como principal objetivo receber em tempo hábil as informações referentes às doenças de fácil disseminação, principalmente aquelas denominadas como Emergências de Saúde Pública Internacional. O processo, bem como as doenças e agravos, é definido e regulamentado pela Portaria 204 do Ministério da Saúde, de 17/02/2016.

A estratégia definida pelo órgão é a manutenção de uma escala, com profissionais em sobreaviso, para assistir, de forma imediata, os pacientes, bem como tomar as providências necessárias para diminuir a possibilidade de propagação de doenças de fácil contágio.

“Há uma determinação do Ministério da Saúde para que todo o profissional de saúde notifique as doenças relacionadas na lista de notificação compulsória definida pelo órgão federal. Para cada doença ou agravo há uma ficha especifica que permite abrir um processo de investigação para confirmação ou não da doença, assim como o encaminhamento para o tratamento. A vigilância só pode ficar ciente da situação da doença ou agravo a partir da ficha. É importante que toda a área de saúde tenha a responsabilidade e o dever de identificar o caso e encaminhar para a Vigilância, facilitando o contato e agilizando os processos. Foi para isso que criamos o serviço de recebimento de notificações”, explicou a coordenadora de Vigilância em Saúde, Júlia Vaz.

A coordenadora ressaltou, ainda, que a medida leva em conta a fragilidade geográfica de Cabedelo, por ser um território dotado de uma porta de entrada favorável à disseminação dos agravos devido ao sistema portuário localizado na cidade.
“A tabela de sobreaviso já foi encaminhada para a Anvisa/Porto, Hospital e Policlínica. Com esta nova estratégia ficamos mais tranquilos para a tomada de decisão em tempo oportuno e com maior efetividade para quebrar a cadeia de transmissão”, finalizou Júlia.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (83) 3250.3141.

Secom Cabedelo