25 DE MARÇO Prefeitura de Cabedelo lembra Dia Nacional do Orgulho LGBTQIA+ e destaca importância do respeito e da luta pelos direitos da população

 

Nesta quinta-feira (25), o Brasil celebra o Dia Nacional do Orgulho Gay. O movimento apoia os Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos a terem orgulho da sua orientação sexual.

Em Cabedelo, a Prefeitura Municipal de Cabedelo, por meio da Secretaria de Assistência Social (Semas), ressalta a data com a mensagem “Ocupe o espaço público com seu orgulho”, e também com os serviços assistenciais e humanizados oferecidos através do Setor de Atendimento LGBTQIA+.

Às 19h, o perfil oficial da pasta no Instagram – @semas_cabedelo – vai promover a live Live “Ter orgulho conhecendo a história das conquistas LGBTQIA+ no Brasil.”, com o membro do Movimento do Espírito Lilás (MEL), Felipe Santos.

A Semas realiza um atendimento especializado para todo o público LGBTQIA+, que vai desde seu acolhimento até encaminhamento para acesso a benefícios, como documentação, Bolsa Família, Acessuas, dentre outros.

Além disso, a pasta também mantém uma parceria ativa com o Centro Estadual de Referência dos Direitos LGBT e Enfrentamento a LGBTFOBIA da Paraíba. Através dela, são oferecidas assessoria jurídica, atendimento psicológico, de direitos humanos e Referência para o Ambulatório de Saúde integral para Travestis e Transexuais TT/CHCF, que funciona como porta de entrada para usuários que buscam ingressar no processo Transexualizador no Ambulatório TT/CHCF, localizado em João Pessoa.

“Datas como esta devem ser uma oportunidade para a sociedade refletir sobre a importância de se assegurar os direitos do ser humano, independente da orientação sexual. Para isso, nossa pasta tem uma gerência para cuidar especificamente das questões relativas à diversidade sexual, fomentando o respeito à diversidade sexual e a garantia de direitos para a comunidade LGBTQIA+ de Cabedelo”, destacou a secretária da Semas, Cynthia Cordeiro.

O tema proposto para a campanha deste ano, “Ocupe o espaço público com seu orgulho”, busca contribuir para que se possa melhorar o espaço comum de todos.

“Ter o sentimento de orgulho é um prazer! É uma satisfação que temos, que é construída ao longo de nossa jornada. Temos que lutar contra a vergonha constitucionalizada pela maioria da sociedade heteronormativa. Nós da população LGBTQIA+ vivenciamos isso diariamente. E a nossa reação é com muita luta por nossos direitos, com indignação e muito orgulho de quem somos. Pois jamais iremos aceitar o sentimento de vergonha que nos é imposto. A vergonha e a opressão aos indivíduos LGBTQIA+ não nos cabe. A data do Dia Nacional do Orgulho Gay procura normalizar a sexualidade dos indivíduos a fim de que não sintam vergonha de seus corpos, nem de sua orientação”, explica o coordenador de políticas públicas LGBTQIA+ da Semas, Iarley Araújo.

Sobre o Dia – O Dia Nacional Do Orgulho Gay foi inspirado no Dia Internacional – 28 de junho, marcado pela revolta da comunidade LBGT contra uma série de invasões da polícia de Nova York aos bares que eram frequentados por homossexuais, que eram presos e sofriam represálias por parte das autoridades, em 1969. O episódio ficou conhecido como “Rebelião de Stonewall Inn”. A partir deste acontecimento foram organizados vários protestos em favor dos direitos dos LGBTQIA+ por várias cidades norte-americanas. A Revolta de Stonewall Inn é tida como o “marco zero” do movimento de igualdade civil da comunidade LGBTQIA+ no século XX.

No Brasil, o movimento começou a ser comemorado em 1995, no Rio de Janeiro (RJ), quase 30 anos depois dos Estados Unidos. A mobilização começou durante a 17ª Conferência da Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Trans e Intersex; e terminou com uma pequena marcha em Copacabana, sendo o suficiente para chamar a atenção dos brasileiros para a temática da diversidade.

Compartilhar