Encontre o que você precisa aqui:

Secretaria de Assistência Social

Autor: Secom

66 ANOS CABEDELO Casamento Comunitário celebra o amor e o respeito em cerimônia emocionante

Evento aconteceu nesta quarta-feira (07) no Intermares Hall e uniu 72 casais  A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC) deu início, nessa quarta-feira (07), às comemorações de 66 anos da cidade oficializando a união de 72 casais cabedelenses, através do Casamento Comunitário. O evento, promovido pela Secretaria de Assistência Social (Semas), aconteceu pela primeira vez no […]

07/12/2022 21h20 Atualizado há 2 meses atrás

Evento aconteceu nesta quarta-feira (07) no Intermares Hall e uniu 72 casais 

A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC) deu início, nessa quarta-feira (07), às comemorações de 66 anos da cidade oficializando a união de 72 casais cabedelenses, através do Casamento Comunitário.

O evento, promovido pela Secretaria de Assistência Social (Semas), aconteceu pela primeira vez no Intermares Hall e contou com a presença de centenas de familiares e convidados dos casais contemplados.

O casamento coletivo com efeito civil foi celebrado pelo juiz de Direito Antônio Silveira Neto, e voltado aos casais privados economicamente, previamente cadastrados junto à Semas. Após a cerimônia de casamento, foi oferecido um bolo para cada casal e seus familiares.

A cerimônia contou com a participação do quarteto musical cabedelense Sentirmus – que formou um grupo de cordas e piano executando canções clássicas de celebrações. A noite foi finalizada com um show da banda Bereguedê.

O prefeito Vitor Hugo fez questão de participar do evento, e, neste ano, de forma ainda mais marcante. Ele aproveitou o momento para também oficializar sua união com Daniela Ronconi, juntamente com os demais casais. O prefeito e a 1ª dama, no entanto, arcaram com todos os custos do casamento, como documentação e cartório.

“Gostaria de agradecer aos proprietários do Intermares Hall por ter nos dado a oportunidade de trazer os eventos da prefeitura para um local tão bonito, aconchegante, de primeira qualidade e à altura do povo cabedelense. Agradecer à Semas e toda equipe responsável por esse evento maravilhoso, juntamente com as secretarias parceiras. Também quero destacar e deixar claro que eu e Dani fizemos questão de oficializar nossa união hoje, nesse evento, mas arcamos os custos do casamento separadamente. Tivemos a felicidade de escolher essa data e desejamos que essa nossa aliança seja de amor eterno”, destacou o prefeito.

O local escolhido para a cerimônia desse ano foi a moderna estrutura do teatro Intermar es Hall. O megaespaço foi ornamentado com cenários instagramáveis, nos quais os nubentes pudeam posar com os bolos e taças especiais. Centenas de flores naturais também adornavam os ambientes por onde eles passavam e também nos arranjos que estavam nas mesas dos convidados.

A secretária de Assistência Social, Cynthia Cordeiro, comentou sobre os preparativos, a escolha do local e a importância do evento para o município.

“Começamos a nos preparar seis meses atrás pensando em cada momento, em cada casal e numa maneira de trazer algo novo para celebrarmos o amor e essa data tão esperada por eles. É um local novo, fechado, muito amplo, com iluminação maravilhosa, som perfeito e fizemos tudo com muito capricho, sempre inovando e acrescentando algo que não existia nas edições anteriores”, ressaltou Cynthia.

O juiz titular da segunda Vara da Comarca de Cabedelo, . Antônio Silveira Neto, presidiu a cerimônia e antes de firmar os compromissos em nome da lei, lembrou aos casais da responsabilidade legal, ética e moral que estão assumindo.

“O casamento é uma instituição muito importante para qualquer sociedade porque é uma das principais formas de constituição da família, união de pessoas com propósitos e objetivos de vida. É uma alegria para o judiciário participar um momento tão ímpar e tão cheio de felicidade”, destacou o juiz.

Além da linda ornamentação, os casais tiveram direito a todos os ritos cerimoniais, inclusive com entrada de pagens e alianças

Enfim, casados! – O casamento foi coletivo, mas cada história e emoção dos nubentes envolvidos eram únicas. Para os casais que estavam selando sua união e expondo seu amor perante todos, a emoção de poder oficializar uma história de amor e declarar “enfim, casados!”.

O porteiro Francisco Pereira, de 45 anos, e a doméstica Maria das Vitórias, de 42, são moradores do bairro do Renascer II e, depois de 27 anos e 3 filhos resolveram se casar e aproveitaram a oportunidade. “Nossos filhos já queriam e eu tive essa ideia. Já ele foi avisado por último e não podia negar (risos). E não nos arrependemos! Estava tudo muito bom e muito bonito. E nós fomos para lá com as pessoas mais importantes das nossas vidas que são os nossos filhos”, afirmou a noiva Maria.

Com um menor tempo de união, mas também movidos e envolvidos por um amor imensurável, estavam os jovens João Neto e Mônica Regina, juntos há 1 ano e 11 meses. Eles explicaram que a vontade de oficializarem o matrimônio já existia desde o ano passado, mas naquela ocasião perderam o prazo de inscrição. “Esse ano nós conseguimos nos inscrever, graças a Deus. E foi tudo muito lindo e organizado. Um local espetacular, muito bacana… toda a recepção foi maravilhosa. Agora, depois dessa oficialização, temos outros objetivos, como o sonho da casa própria. Que Deus nos abençoe e abençoe todos os casais”, concluíram juntos os nubentes.


Ao continuar navegando no nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Política de Privacidade