AGOSTO DOURADO: Importância e incentivo ao aleitamento materno são reforçados na Maternidade Municipal e em todas as Unidades de Saúde

Sempre que um bebê nasce, renovam-se a fé e as esperanças de toda a equipe que atua na Hospital e Maternidade Municipal Padre Alfredo Barbosa (HMMPAB). E nesta quarta-feira (1º), médicos e enfermeiros celebram a chegada do pequeno Heitor Gabriel que, tão logo nasceu, já recebeu o colo e o leite maternos. É que este mês de agosto será dedicado, em todas as Unidades de Saúde de Cabedelo, às orientações e incentivos à amamentação, essa importante e vital fonte de nutrientes para o bebê.

Conhecido como Agosto Dourado, o projeto faz alusão ao Dia Mundial de Aleitamento Materno, celebrado hoje (1º), e que busca destacar a importância dessa prática para mães e bebês. O tema deste ano é “Amamentação: a base da vida”. Durante todo o mês, em todas as Unidades de Saúde, profissionais estarão fornecendo informações e dicas sobre o aleitamento.

“A amamentação sempre foi preconizada e é uma orientação sempre reiterada pelo Ministério da Saúde como importante para a saúde do bebê e da mãe durante o período nutricional da primeira infância. Esse é um trabalho que nós já temos e, desde o inicio da gestação, durante o pré-natal, damos as orientação sobre a importância da amamentação. As mães são instruídas sobre como fazer o correto aleitamento e os cuidados que têm que ter com as mamas, por exemplo, para que possa ofertar ao recém-nascido essa importantíssima fonte de nutrientes que é o leite materno”, declarou o diretor da HMMPAB, André Lima.

Heitor veio ao mundo às 3h45 desta quarta-feira. A mãe, Vitória Farias de Lima, moradora do bairro Camalaú, ainda no leito, recebeu as primeiras orientações sobre a alimentação dos primeiros dias de vida de Heitor.

“Fui muito bem atendida por todos aqui. Eu ia ter o Heitor em outro Hospital, em João Pessoa. Mas resolvi ter aqui mesmo, na minha cidade. E não poderia ter feito uma escolha melhor. Toda a equipe foi atenciosa, desde o começo. Agora, é cuidar para que ele continue com saúde e cresça bem”, disse.

A gestora da Atenção Básica, Maria do Socorro Alves de Menezes, reforçou a determinação das orientações sobre amamentação e a importância do aleitamento materno para o desenvolvimento sadio do bebê, até os seis meses de vida.

“A amamentação é a melhor maneira de prevenção da fome e desnutrição em todas as suas formas, além de não ocasionar ônus ao rendimento das famílias. Ela é um meio para a redução da pobreza, um dos itens fundamentais para alcançar os objetivos do desenvolvimento sustentável das Nações Unidas. A recomendação é que o recém-nascido seja alimentado exclusivamente pelo leite materno nos primeiros seis meses de vida”, disse.

Secom Cabedelo

Compartilhar