Alunos das creches municipais realizam Mostra sobre diversidade cultural dos Estados nordestinos

A Secretaria de Educação de Cabedelo (Seduc), por meio da coordenação de Educação Infantil, realizou, nesta quinta-feira (29), a XI Mostra Cultural das Creches do município. Sob o tema ‘Nordeste de muitas infâncias’, o evento aconteceu no Cabedelo Clube e reuniu 180 crianças e 25 professoras e supervisoras da rede municipal de ensino infantil.

Com o objetivo de expor os trabalhos desenvolvidos com os alunos nos últimos quatro meses dentro dessa temática, a Mostra contou com 9 stands, cada um organizado por uma creche e representando um Estado do Nordeste. Em cada espaço, ilustrações com informações e fotos das atividades e artefatos típicos de cada localidade, além da oferta de comidas típicas e lembrancinhas para os visitantes.

“Fomentar a educação infantil representa, para nós, investir no que temos de melhor na nossa cidade, que é a criança. Hoje eles estão fazendo a culminância de todas as atividades realizadas e trazendo o processo de aprendizagem acerca da região Nordeste e da cultura de cada Estado que eles estudaram. Esse é o momento de coroar os esforços investidos pelo corpo pedagógico para que esse aprendizado acontecesse e que a gente tivesse essa festa maravilhosa de encerramento”, ressaltou a secretária de Educação, Priscila Dias.

Desde o mês de julho, 750 crianças e 50 professoras das creches Pequeno Príncipe, Pequena Princesa, Alexia Luana, Santa Catarina, Santa Bárbara, Tarik Anthony, Ádamo Klinger, Josefa Régis e o Centro Integrado de Educação Infantil (CIEI) trabalharam a temática do Nordeste e sua riqueza cultural, passando pelas danças, culinária, folclore até às brincadeiras populares – a parte que os pequenos mais gostaram.

“Nos últimos quatro meses eles trabalharam de forma pedagógica e lúdica todas as expressões culturais, músicas, danças e folclore de cada Estado. Dentro desse contexto, o nosso principal foco foi o de conhecer a infância desses locais através das brincadeiras, para que eles pudessem compreender que criança é criança em qualquer lugar”, explicou a coordenadora da Educação Infantil, Nadja Santos.

Para as professoras, apesar do desafio de abordar uma temática tão abrangente com crianças pequenas, a naturalidade com que eles encaram e superam os desafios fazem o trabalho valer a pena. A professora Cinthia Suellem Ribeiro, da creche Santa Catarina, relatou o encantamento que foi trabalhar o estado da Bahia com os pequenos.

“Foi maravilhoso trabalhar com eles. Esse é um tema muito rico e as crianças são muito abertas para aprender. Dentro do estado que abordamos, a Bahia, construímos instrumentos, fizemos pinturas, trabalhamos as danças, músicas, vestimentas, de modo que eles puderam vivenciar um pouco da cultura de um lugar distante, e também reconhecer as diferenças entre a cultura deles e a nossa”, relatou

Além da exposição dos trabalhos, cada creche também fez uma apresentação musical, fazendo referência ao Estado por ela representado e deixando pais e responsáveis encantados.

“É muito bom estar aqui e ver nossas crianças evoluindo. Ele aprendeu muito com esse tema. Na creche dele, o Estado foi a Bahia, e ele chegava em casa comentando que a capoeira era uma dança da Bahia, que a Bahia ficava no Nordeste… Ele se empolgou muito”, disse Renata Santos, moradora de Camboinha, mãe de Davi Henrique, de  3 anos, aluno da creche Santa Catarina.

“Ela aprendeu bastante na creche e sempre chegava em casa contando as novidades. Desde que ela soube que ia participar dessa Mostra, chegava em casa pedindo pra gente vir e, como a mãe dela não pode vir hoje, eu vim, porque sei que é muito importante para ela que a gente participe”, finalizou Edileuza Cardoso, moradora de Camalaú, e avó de Isabele Beatriz da Silva de 3 anos, aluna da creche Alexia Luana.

Secom Cabedelo

 

 

Compartilhar