Encontre o que você precisa aqui:

Autor: Secom

Apresentações culturais envolvem crianças e adolescentes no Festival da Consciência Negra em Cabedelo

Evento reuniu crianças e adolescentes dos serviços de convivência da Secretaria de Assistência Social que apresentaram experiências dentro da temática A Prefeitura Municipal de Cabedelo, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), promoveu, nesta terça-feira (28), no Casarão do Padre – Espaço Criativo, mais uma edição do Festival da Consciência Negra, com o […]

28/11/2023 12h02 Atualizado há 3 meses atrás

Evento reuniu crianças e adolescentes dos serviços de convivência da Secretaria de Assistência Social que apresentaram experiências dentro da temática

A Prefeitura Municipal de Cabedelo, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), promoveu, nesta terça-feira (28), no Casarão do Padre – Espaço Criativo, mais uma edição do Festival da Consciência Negra, com o tema “Respeito não tem cor, tem consciência”.

O evento é  alusivo às comemorações do Dia Nacional da Consciência Negra – 20 de novembro, que tem por objetivo despertar a percepção histórica e cultural do povo negro, assim como a promoção da luta contra a descriminação racial e a desigualdade social.

O Festival levou ao palco exaltações à negritude e pôs em destaque o protagonismo das crianças e adolescentes usuários dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), que foram responsáveis pela composição das performances artísticas apresentadas.

No local também foi exibida uma exposição de trabalhos artísticos confeccionados pelos usuários dos serviços sobre a temática negritude e a presença negra na sociedade.

A apresentação foi toda pontuada pela leitura de textos de reflexão e de afirmação sobre a condição negra no Brasil e no mundo pela citação de frases de expoentes artísticos e líderes mundiais. Também se fez presente a representatividade na dança, no canto e na música de origem e expressividade genuinamente afro. Os trabalhos apresentados levam a orientação e a criação dos facilitadores do projeto.

“Há de chegar um dia em que todos vão ser importantes, independente de cor, raça, religião, pois somos todos iguais! Não é a cor da pele que define uma pessoa e, sim, suas atitudes. Esta data se reveste de um caráter especial para nós da Assistência, pois nosso trabalho envolve especificamente a implementação de políticas voltadas para os setores mais vulneráveis e que, infelizmente, no Brasil, inclui segmentos próximos à linha da pobreza, dos quais uma parcela significativa é composta por negros e pardos. Na Semas temos uma equipe pronta para os desafios que enfrentamos no dia a dia numa sociedade tão preconceituosa e excludente”,  declarou a secretária da Assistência Social, Cynthia Denize Cordeiro.

Os usuários do Cras, Reviver I e II puseram em cena diversas atividades que exploraram  o tema sob diversos aspectos.

“Este festival é sempre importante para refletirmos. Os envolvimento dos usuários com música, teatro, canto, dança, e tudo sendo feito de forma lúdica contribui para o protagonismo deles e fortalece a consciência sobre as questões relativas ao povo negro”, afirmou Elissandra Gomes, gerente da proteção social básica da Semas.

 

Dia da Consciência Negra – A data foi oficialmente instituída no país em 2011, por meio da lei 12.219 (10/11/011), e é uma homenagem ao líder quilombola Zumbi dos Palmares, morto em 1695, e reivindica sua a figura histórica como símbolo de resistência.


Preferência de Cookies

Usamos cookies e tecnologias semelhantes que são necessárias para operar o site. Você pode consentir com o nosso uso de cookies clicando em "Aceitar" ou gerenciar suas preferências clicando em “Minhas opções”. Para obter mais informações sobre os tipos de cookies, como utilizamos e quais dados são coletados, leia nossa Política de Privacidade.