Arraiá do Litoral movimenta turismo e comércio local

Organização e comerciantes comemoram público e venda recordes nos primeiros dias de festa

O Arraiá do Litoral voltou após dois anos de pandemia e mostrou a força que tem para o comércio e o turismo de Cabedelo. A festa – que começou no dia 23 e segue até o dia 29 – vem aquecendo a economia, gerando renda para os cabedelenses e movimentando a cidade nos primeiros dias de festa.

Se antes as pessoas saiam da cidade para curtir o São João e o São Pedro, agora não apenas ficam, como recebem turistas de diversas localidades do Estado, que fazem questão de conhecer o melhor Arraiá do Litoral.

A expectativa é ainda maior para esta terça e quarta-feira (28 e 29), com os shows aguardados de Calcinha Preta e Zé Vaqueiro, respectivamente.

Para o Arraiá na Praça, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Portos, cadastrou mais de 50 comerciantes para atuarem durante os dias de festa,

“Nós colocamos uma estrutura para atender 25 comerciantes que estão ofertando comidas e bebidas; mais de 20 ambulantes que trabalham só com carrinho ou cooler; 8 comerciantes que trabalham com drinks e coquetéis; e 6 espaços para os que instalam brinquedos infantis. Realizamos uma capacitação com a maioria deles e liberamos microcrédito para que muitos tivessem um capital de giro inicial para o período festivo. Além disso, auxiliamos dezenas de comerciantes que não foram contemplados nessa logística, mas que ainda conseguiram ficar ao redor da estrutura da festa, compreendendo que estamos vindo de uma crise econômica proveniente da pandemia de Covid 19 e todos precisam trabalhar. É assim o olhar dessa gestão municipal que apoia os comerciantes e também visa o atendimento das pessoas que vão prestigiar esse grande evento”, destacou o secretário Fernando Sobrinho.

Anexo à praça, o Casarão do Padre – Espaço Criativo recebe uma programação especial e a Vila do Cabedelo. Por lá, além de muito forró, há espaço para venda de comidas e artesanato. Para os comerciantes, os depoimentos se cruzam em elogios à organização e aos espaços disponibilizados na festa, e comemoração pelas vendas positivas.

“O Casarão abre logo cedo com uma atração cultural e, nós comerciantes, graças a Deus, estamos vendendo muito bem, pois as noites estão sendo muito animadas com um fluxo de pessoas imenso. E aqui tem um cenário lindo para fotografias!  Quem não veio ainda na praça ou ainda não conheceu a ‘Vila do Cabedelo’ que venha nos prestigiar. Importante registrar também que tem muitos outros comerciantes em toda estrutura da festa e que todos se prepararam bastante para atender ao público do Arraiá do Litoral” , comemorou Welisandra Brito, que comercializa caldinhos diversos e bombinhas infantis na Vila do Cabedelo,

“A movimentação desses primeiros dias já está muito gratificante. Agradeço primeiramente a Deus e depois à Prefeitura. Estávamos com muita dificuldade financeira, mas agora tá dando tudo certo. E a estrutura tá melhor que nos últimos anos, foi feito um trabalho muito bom”, destacou Bernadete Marques, a Rosinha do Camarão,  que comercializa diversos tipos de pratos com camarão na Praça de Alimentação.

“Só temos a agradecer pela estrutura que foi montada e pelo cuidado que tiveram com os comerciantes. E também por todas as orientações que nos foram passadas e pela segurança que temos no local de trabalho. A expectativa com as vendas foram todas superadas”, completou Tuane Ellen, que comercializa salgados e doces na Praça de Alimentação.

Segurança nas ruas e no trânsito – Para garantir que a festa seja tranquila todos os dias, a Guarda Civil Metropolitana (GCM) e a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) preparam um esquema especial de segurança e trânsito.

Com o apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, o público encontra uma festa com toda tranquilidade e segurança para arrastar o pé a noite toda.

O Plano de Ações Operacionais de Mobilidade, montado pela Semob, vem garantindo a organização e a efetivação do evento, bem como a segurança e a tranquilidade dos participantes e a mobilidade do trânsito e dos transeuntes que utilizarem a circulação viária.

Já a Segurança está com 80 agentes – 40 dos grupos especializados e 40 da proteção patrimonial – ; 12 viaturas empenhadas e a Ronda Ostensiva Municipal (Romu) garantem a segurança nos sete dias de Arraiá.

Nos principais dias do evento, o efetivo do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar estão reforçados, com agentes a pé, de trios de moto, guarnições do BOPE, Cavalaria, do BPTRAN, além do policiamento ordinário da 6ª CIPM que conta com guarnições da Rádio Patrulha e Força Tática.

 

Compartilhar