BANCO MAIS Feira do Empreendedor Mirim mobiliza alunos da rede municipal de ensino de Cabedelo

Ação fez parte programação da Semana do Empreendedor desenvolvida pelo projeto B+

A Prefeitura de Cabedelo realizou, nesta quarta-feira (09), mais uma ação da  Semana do Empreendedor das escolas da rede municipal de ensino. Desta vez, a iniciativa da Secretaria Municipal de Educação (Seduc), conjuntamente com o Projeto Banco +, promoveu a Feira do Empreendedor Mirim.

Na ocasião, os alunos participantes do projeto tiveram oportunidade de expor e comercializar produtos e, assim, pôr em prática os conhecimentos adquiridos nas formações ministradas ao longo do ano.

O evento conseguiu reconstituir, nas dependências da Casa dos Conselhos da Educação, os cenários e a atmosfera de feira livre e de shopping popular. O ambiente colorido, diversificado, em meio à agitação de comerciantes e consumidores, teve por objetivo permitir didaticamente aos participantes vivenciar a dinâmica das relações de troca que envolvem o mundo do comércio e o uso da moeda corrente para a aquisição de bens materiais.

“O B+ tem como filosofia a vivência escolar de um conteúdo voltado para os valores que norteiam a construção da vida em sociedade. O projeto trabalha com um empreendedorismo diferente do empresarial, focando o pedagógico, que nada mais é que a noção de que podemos chegar aonde quisermos. O foco principal é a formação financeira, mas envolve também o empreendedorismo e os valores que contribuam para aquisição de conhecimentos sobre economia pessoal, seus processos e formação cidadã, no sentido de contribuir para a construção de uma sociedade mais equilibrada, humana, próspera e tolerante”, destacou a coordenadora do projeto Banco +, Luiza Bandeira.

Entre os produtos expostos à venda, os consumidores podiam encontrar artesanato, bijuterias, comidas variadas, produtos de beleza, peças de vestuário, plantas. Além das bancas dos empreendedores mirins e pais, na feira também estava instalada a Loja B+, com itens de vestuário e acessórios, calçados, objetos de decoração e utensílios domésticos.

“Estamos realizando hoje uma atividade ímpar, pois por meio da atividade concedemos espaço para os empreendedores mirins pudessem iniciar, mental e praticamente, os seus primeiros negócios. Ou seja, dar início a suas atividades como empresários. É um espaço aberto para que cada um tenha a oportunidade de mostrar suas habilidades na confecção de algum produto e possa vender. A ideia principal da ação é mostrar para eles que é possível e que eles têm condições de fazer acontecer”, comentou o coordenador do projeto B+, Patricio Junior.

Uma das responsáveis pela Loja do Banco durante o evento, Monalisa Lima Freire, 5º ano, da Escola Pedro Américo, descreveu sua experiência com o B+ e destacou a importância dele para sua vida.

“O B+ através da coordenação e dos professores desenvolve um trabalho maravilhoso que tem nos ajudado a compreender o valor das coisas. Temos oportunidade de compreender tudo sobre o dinheiro, como é feito, distribuído e como deve ser usado com sabedoria, principalmente dentro de nossas casas, com o uso consciente da água, da energia e da alimentação. Aprendemos que evitar o desperdício é uma atitude consciente e racional no uso do dinheiro. A participação no projeto exige atenção à economia e à educação fiscal, por exemplo, e isso nos ajuda a pensar no planejamento em nossas vidas”, destacou.

A semana – A Semana do Empreendedor é uma atividade desenvolvida pela Seduc, por meio do Projeto B+, uma iniciativa voltada ao desenvolvimento da educação financeira nas escolas da rede municipal de ensino.

Além da educação financeira, o projeto foca as noções de empreendedorismo, assim como contribui com o processo formativo dos estudantes por meio de aulas e vivência sobre a preservação do patrimônio público, sustentabilidade, ,movimentações bancárias, leilões, consumo consciente, educação fiscal, sonhos materiais e imateriais e uso de cartões (débito/crédito). O projeto atinge 10 escolas da rede municipal de ensino.

A Semana teve início segunda-feira, dia 07, com ato solene de homenagem aos alunos que se destacaram nesta edição do projeto e prosseguiu, à tarde, com uma Corrida na Fortaleza de Santa Catarina.

Já a partir da terça-feira (08), as atividades se concentraram no Ciclo de Palestras, reunindo alunos com empreendedores e consultores de vida financeira.

Nesta quinta-feira (10), será a vez da Gincana Cultural, que acontece pela manhã na Quadra da Escola Elizabeth Ferreira, no Renascer e, à tarde, na Quadra da Campina da Vila.

A atividade final acontece na sexta-feira (11), com as palestras da dra. Iêda Lopes e do empreendimento Papel Raro. O evento será realizado na quadra da escola Maria de Miranda Burity, no bairro do Poço.

Compartilhar