CABEDELO 65 ANOS Prefeitura de Cabedelo promove união de 60 casais em Casamento Comunitário no Pôr do Sol da Praia do Jacaré

Um dia para ficar na história de vida de 60 casais cabedelenses! Com o belíssimo Pôr do Sol da Praia do Jacaré como pano de fundo, a Prefeitura Municipal promoveu mais uma edição do Casamento Comunitário nesta quinta-feira (9), e oficializou a união civil de casais em situação de vulnerabilidade financeira.

Em uma megaestrutura organizada pela Secretaria de Assistência Social (Semas), em uma área reservada do Parque Turístico do Jacaré, o evento foi marcado por uma cerimônia civil realizada pelo juiz da 2ª Vara Mista de Cabedelo, Antônio Silveira Neto.

A programação contou, ainda, com um baile dançante proporcionado pela banda D’Baille. Cada casal recebeu um buquê de flores, bolo comemorativo e um kit contendo guloseimas para poder aproveitar a noite ao lado de seus convidados, seguindo todos os protocolos de segurança contra a Covid-19.

O prefeito de Cabedelo, Vitor Hugo Castelliano, acompanhado da primeira-dama do município, Daniella Ronconi, e em comitiva com o vice-prefeito Mersinho Lucena, secretários e vereadores, participou como padrinho dos casais nos ritos oficiais da solenidade.

“Queria parabenizar todas as Secretarias e funcionários envolvidos, em especial à equipe da Semas por este evento grandioso e especial. Para mim é uma honra muito grande estar participando pela terceira vez como prefeito no Casamento Comunitário. Torço e oro para que nos momentos difíceis da vida destes casais eles sempre busquem a Deus, e para que sempre valorizem a instituição família acima de tudo. Que esse momento fique na história de todos, pois foi feito com muito amor”, destacou Vitor em seu pronunciamento.

A estrutura da festa contou com vários ambientes especialmente decorados e ornamentações em flores naturais assinadas pelo decorador Quirino Neto. Dentro do evento, os casais se dirigiam para uma tenda onde assinaram os trâmites civis do casório e, logo em seguida, desfrutavam de vários cenários fotográficos, onde puderam eternizar em imagens o momento especial de suas vidas. Cada um deles trouxe consigo 4 convidados, que ficaram acomodados num amplo espaço com mesas e cadeiras. Ao final do evento, os casais concorreram a diversos brindes surpresas, que incluíram até viagens e diárias em hotéis.

A secretária de Assistência Social Cynthia Cordeiro falou do simbolismo especial que o Casamento Comunitário tem para Cabedelo, sobre a escolha do local e a preparação e os cuidados especiais para a cerimônia.

“O Casamento Comunitário é um evento especial e é tratado com muito carinho por esta gestão. Só tenho de agradecer a Deus por esse momento e a atual gestão municipal por dar oportunidade para que nossa equipe, que é muito competente, preparasse tudo com muito amor. Dentre tantas locais belíssimos existentes em Cabedelo, escolhemos o Pôr do Sol em Jacaré para servir de cenário justamente para servir de inspiração para os casais. E Deus nos presenteou com um entardecer maravilhoso. Importante ressaltar também que, em virtude da pandemia, nós tivemos a preocupação de diminuir o número de casais de 100 para 60, diminuir também o número de convidados, alocar o evento em um espaço bem mais amplo e ainda de cobrar que os casais e convidados estivessem com o ciclo vacinal completo. Tudo pensando na segurança de todos os envolvidos” ressaltou Cynthia.

O casamento foi coletivo, mas cada história e emoção dos nubentes envolvidos eram únicas, conferindo ainda mais sentido ao lindo conto de amor vivido na noite desta quinta-feira (12). Em sua oratória, o juiz Antônio Silveira destacou a importância do compromisso da sociedade para com o amor, primordialmente, na formação do núcleo familiar.

“Quero registrar o empenho da Prefeitura, através da Semas e todos os funcionários que fizeram acontecer este evento. O momento é para festejar! É uma grande honra o Poder Judiciário da Paraíba participar de um ato solene tão importante com tantas histórias, com certeza de altos e baixos, e de amor. E o casamento formaliza esse sentimento! Hoje estamos lutando por uma sociedade sem preconceito, livre e soberana, e o matrimônio serve para dar lição de vida, com as pessoas tendo os mesmos direitos e obrigações, sem espaço para práticas ultrapassadas! Este local escolhido pela organização também não poderia ser melhor, estamos aqui em frente à natureza, com elementos divinos que nos trazem muitas lições. Temos que resistir às intempéries da vida, assim como os elementos da natureza resistem”, destacou Silveira.

Para os casais que estavam selando sua união e expondo seu amor perante todos, a emoção de poder oficializar uma história de amor e declarar:“enfim, casados!”. Sendo o casamento o grande sonho da maioria dos casais, o evento promovido pela Prefeitura de Cabedelo está a cada ano mais concorrido. Por trás do desejo de casar há muitas histórias trazidas pelos contemplados.

Algumas destas histórias já têm bastante tempo. É o caso de Enaldo Targino e Simone Max Alves, moradores do Centro da cidade e que estão morando juntos há 11 anos, em uma união que já tem como frutos dois filhos.

“Eu era a única de 5 irmãs que faltava casar. E isso é motivo de muita felicidade para toda família, um momento inesquecível. Aliás, todos que estão aqui merecem essa oportunidade e a Prefeitura está de parabéns por essa iniciativa”, disse Simone.

O sonho de Ana Paula Rodrigues e Tiago Santos, moradores de Camboinha, ambos desempregados, também não seria realizado se não fosse o evento comunitário. Junto há 12 anos, com 3 filhos, o casal não tinha condições financeiras de arcar sequer com os custos do cartório. E por isso Ana foi orientada na Semas e convidada pra participar da cerimônia.

“Está tudo muito lindo. Emocionante. A Prefeitura está de parabéns por realizar o sonho de tanta gente, essa é uma lembrança para o resto da vida”, afirmou a noiva, emocionada.

Uma linda história também contada por casais jovens que estão prestes a iniciar uma vida a dois, como Leonardo e Thayana Alves, do bairro de Ponta de Matos. Eles se conhecem desde a infância, mas se apaixonaram e noivaram há 2 anos e não haviam se casado ainda porque focaram na reforma da casa.

“Tudo bem organizado e é uma maravilha para muitas pessoas que podem usar um dinheiro que gastariam no casamento para investir na casa ou em outro projeto. É um sonho realizado!”, finalizou.

Compartilhar