Cabedelo apresenta plataforma digital de fomento à Economia Criativa local durante abertura do 2º Seminário Municipal de Economia Criativa

No evento, que se estende até esta quarta-feira também será lançado o Programa Municipal do Artesanato

A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por meio da Secretaria de Cultura (Secult), em parceria com o Sebrae/PB, iniciou, nessa terça-feira (22), o II Seminário Municipal de Economia Criativa. O evento faz parte do Plano Municipal de Economia Criativa – Cabedelo mais Criativa, instituído como política pública através da Lei Municipal 2.146/2021.

A abertura aconteceu no Teatro Santa Catarina e foi marcada pelo lançamento da Plataforma e-commerce Cabedelo + Criativa, que irá funcionar como uma vitrine de promoção e valorização da cultura local, de seus artistas, grupos culturais, talentos, produtos, atividades e serviços. O Seminário segue nesta quarta-feira (23),  no Centro Cultural Mestre Benedito, quando será apresentado a todos o Programa Municipal de Artesanato.

ACESSE O SITE DO CABEDELO MAIS CRIATIVA AQUI.

A iniciativa traz como proposta reunir empreendedores criativos locais, pesquisadores e representantes da cadeia produtiva da cultura local para um amplo debate sobre a produção cultural e os elementos de identidade local, assim como estratégias para geração de oportunidades de negócios.

O prefeito Vitor fez questão de participar remotamente da abertura do Seminário e enviou um vídeo reforçando a importância do evento e da plataforma Cabedelo + Criativa.

“Quero saudar os participantes deste seminário, destacando essa parceria com o Sebrae e ressaltar que este é um momento importantíssimo para o nosso município. Não tenho dúvidas de que o lançamento dessa plataforma trará inúmeros benefícios para todos. Ficamos felizes que essa é uma nova ferramenta gratuita que possibilitará mais desenvolvimento para o nosso povo”, ressaltou Vitor Hugo.

A segunda edição do Seminário constitui a oportunidade de avaliar o desempenho do Programa, após um ano de funcionamento, e lança oficialmente uma ferramenta que visa promover a exposição e comercialização da produção cultural local. Com seu lançamento, a Secult propõe o fortalecimento de estratégias promocionais e de práticas de comercialização colaborativas, a fim de gerar informações e indicadores de organização de projetos de cooperação, além de criar estratégias de atração de novos investimentos. Busca-se, assim, contribuir para a abertura de novas oportunidades de mercado para a cadeia produtiva da Cultura e Economia Criativa de Cabedelo

“Nosso segundo seminário tem um gosto grande de realização. No primeiro, lançamos o programa municipal Cabedelo + Criativa e, com isso, Cabedelo se tornou uma das primeiras cidades da Paraíba a ter uma política pública municipal de estruturação e promoção da cultura local. E agora nós estamos colhendo frutos, mesmo num período de pandemia. Enquanto outros municípios apenas sobreviveram, a gente produziu, criou e inovou. É uma alegria muito grande para quem acompanha essa nossa trajetória desde 2018 nos ver alcançando mais um objetivo. Estamos conseguindo fazer com que o setor cultural e a cadeia produtiva da cultura local entenda que a colaboração é a moeda chave para o desenvolvimento. O sucesso dessa plataforma que lançamos hoje ó depende de nós. É uma plataforma produzida pela gestão municipal, mas entregue à população. Vamos mostrar para o mundo que a cultura de Cabedelo é uma das ferramentas mais importantes para o desenvolvimento sustentável da nossa cidade”, destacou o secretário de Cultura, Igobergh Bernardo.

Programação – A noite de abertura do Seminário contou com as apresentações culturais do Coral Vozes da Paraíba; do grupo folclórico Forte da Catarina; do grupo folclórico Farol da Pedra Seca; da Companhia Clássica de Cabedelo com a apresentação “Fusão das Artes”; do Balé Popular com a coreografia “Abracei o Mar em Cabedelo”.

O evento ainda foi marcado pela apresentação especial do movimento cultural La Pelle (aprovado na Lei Rouanet), com música, dança, poesia e fotografia; e desfiles de produtos dos coletivos culturais de artesãos Garimpeiras do Mar, As Crocheteiras e dos artistas do Coletivo das Artes.

A artesã Tereza Júlio, especialista em artesanato com escamas de peixe desde o ano de 2007, é integrante do recém formado grupo Garimpeiras do Mar e uma das seminaristas e que estava ansiosa com o lançamento da plataforma digital.

“As minhas expectativas são as melhores possíveis, pois com a efetivação dessa plataforma nós temos a possibilidade de expor, negociar e comercializar fora de Cabedelo, do estado da Paraíba e quiçá até do Brasil. Nossas vendas poderão ser internacionais, até porque todos sabem que Cabedelo é um celeiro de criatividade. Então essa plataforma era necessária e agora nos foi dada essa oportunidade” afirmou a artesã.

Nesta quarta (23), a partir das 9h, no Centro Cultural Mestre Benedito, a programação prossegue com um café com os empreendedores, lançamento do Programa Municipal do Artesanato de Cabedelo (às 10h) e palestras com a gestora do Programa Paraibano de Artesanato, Marielza Rodriguez e,  com a CEO da Alê Lontra – Comunicação e Turismo, Alessandra Lontra, sobre produção associada.

Encerrando o evento, à tarde, a partir das 15 h, no Casarão do Padre Espaço, será proferida uma palestra sobre o Destino Conde, cidade também pertencente à região metropolitana da capital; chá da tarde e vivências culturais.

 

 

Compartilhar