Cabedelo capacita profissionais de educação física em avaliação postural

Evento organizado pela Coordenação de Educação Física da Seduc reuniu cerca de 30 professores da área

A Prefeitura Municipal de Cabedelo, por meio da Secretaria de Educação (Seduc), realizou, nesta segunda-feira (23), um evento dedicado ao processo de formação continuada em avaliação postural para profissionais de educação física da rede municipal de ensino.

O encontro organizado pela Coordenação de Educação Física da Seduc objetiva atualizar conhecimentos sobre as implicações de determinadas doenças e hábitos sobre a postura de crianças e adolescentes.

Este módulo teve como tema “As implicações da Escoliose Idiopática no Adolescente” e a aula foi ministrada pelo professor Rodrigo Henriques de Carvalho, da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba (FCM). O evento é uma parceria FCM e Seduc, que visa a elaboração de projetos conjuntos a serem desenvolvidos com os alunos da rede municipal de Cabedelo.

“Essa iniciativa tem suma importância para o direcionamento das atividades realizadas pelos professores de Educação Física no intuito de detectar as implicações posturais mediante avaliação física realizada nos alunos e planejar os possíveis encaminhamentos para tratamentos especializados”, declarou o coordenador pedagógico de Educação Física/Tempo Integral, Gilbert Guimarães Monte

A Formação contemplou um quantitativo de 30 (trinta) professores de Educação Física da rede municipal e firmou a parceria entre a FCM e a PMC, através da Seduc, atingindo mais de mil alunos da rede municipal. Essa parceria engloba projetos com o objetivo de fortalecer a efetivação de políticas públicas educacionais no município.

Dentre os Projetos de Pesquisa e Extensão a serem desenvolvidos destacam-se ações relacionadas à Saúde na Escola, Preservação Ambiental, Sustentabilidade, Alimentação Escolar, Manipulação de Alimentos e Capacitação de Merendeiras.

EIA – A escoliose é uma alteração da estrutura da coluna encontrada comumente na prática clínica, principalmente em adolescentes. Entre esses, o tipo mais comum é a escoliose idiopática do adolescente (EIA), que é uma alteração que ocorre mais comumente em meninas no período da puberdade.

A alteração apresenta relação com fatores genéticos, ambientais e biomecânicos e se apresenta como uma curva lateral estruturada da coluna vertebral, que ocorre entre 10 e 18 anos, cuja causa não é definida.

 

Compartilhar