Cabedelo celebra Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes com ações educativas

Atividades visam alertar à população sobre a necessidade da prevenção à violência sexual

A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por meio da Secretaria de Assistência Social (Semas), realizou, esta semana, ações alusivas ao “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” –  18 de maio. A campanha incentiva a realização por todo o país de ações que visem alertar toda a sociedade sobre a necessidade da prevenção à violência sexual. Este ano a campanha traz como tema “Onde tem abuso, não tem brincadeira”.

Nesta quarta-feira (18), foi realizada a caminhada reunindo equipes da assistência e usuários dos Centros de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) do município. A concentração ocorreu na sede da Semas, de onde saiu com destino a Praça Getúlio Vargas, no Centro.

“Entendemos que é preciso estar atento às questões que envolvem e contribuem para proliferação de casos de violência sexual, sobretudo a que atinge crianças e adolescentes. O quadro exige mobilização, vigilância, denúncia e esclarecimento à população, e tudo isso é possibilitado por meio de políticas e campanhas que combatam e deem visibilidade ao problema. Cabedelo se engaja nessa luta, promovendo a proteção e se engajando nas campanhas nacionais que atraiam o olhar da sociedade para o tema”, declarou a secretária da assistência social, Cynthia Denize Cordeiro.

Já, nesta quinta-feira (19), a ação vai se concentrar no interior do trem que serve à cidade. Intitulado CRAS nos Trilhos, o evento constará de campanha de educação, por meio de panfletagem, com os usuários do sistema. O percurso será feito entre a Estação Ferroviária do Centro de Cabedelo e a estação Renascer.

O evento é uma ação, em nível nacional,  que oportuniza a cada município a realização de ações voltadas para a educação e orientação à sociedade sobre necessidade da prevenção à violência sexual. Trata-se de uma  convocação que atende a urgência de proteção, vigilância, atendimento e acompanhamento de possíveis vítimas.

18 de maio – O Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído pela Lei Federal 9.970/00 e vem, ao longo dos últimos anos, mobilizando setores da sociedade na luta contra a violência sexual. Trata-se de uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro e já alcançou muitos municípios pelo país.

Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

A proposta anual da campanha é: mobilizar; sensibilizar; informar; convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes.

Compartilhar