Cabedelo começa a imunizar pessoas acima de 58 anos sem comorbidades

Vacinas estarão disponíveis Cabedelo Clube, no Centro, e na Farmácia Pague Menos, em Intermares


Cabedelo avança na proteção de sua população contra a Covid-19 e inicia, a partir desta quinta-feira (03), a imunização de pessoas acima de 58 anos sem comorbidades.

As vacinas estarão disponíveis no Cabedelo Clube, no Centro (das 8h às 14h; e na Farmácia Pague Menos, em Intermares (das 9h às 14h).

Para receber a dose, é necessária a apresentação de um documento com foto e cartão do SUS ou comprovante de residência de Cabedelo, no nome da pessoa a ser vacinada.

“Damos um passo importante e avançamos na campanha começando a imunizar o público em geral, por ordem decrescente de idade. Vamos seguir ampliando esse grupo de acordo com o envio de doses ao nosso município. Esse é um momento importante, em que enxergamos a esperança de ver nossa população protegida contra essa doença que já causou, e ainda vem causando, tantas dores. Mas é importante frisar que, mesmo com a vacina, é necessário que as pessoas sigam com todos os protocolos de segurança: uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social. A vacina protege, mas não evita 100% o contágio pela COvid-19”, destaca o secretário de Saúde, Murilo Suassuna.

Mais informações pelo telefone (83) 3228.6622.

Campanha – Apesar do avanço no grupo apto a receber a vacina, Cabedelo segue imunizando os demais grupos:

Pessoas com comorbidades a partir de 18 anos;

Professores dos Ensinos Infantil, Fundamental I e II, Médio, Profissionalizante, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Superior que atuam no município;

Pessoas a partir de 18 anos com deficiência permanente;

Pessoas com Síndrome de Down e TEA;

Pessoas em Situação de Rua;

Profissionais da Saúde que atuam no município.

Documentação – Para ter acesso à imunização, é necessário levar Identidade com Foto, CPF e Cartão do SUS. Para os portadores de comorbidades, ainda é preciso levar original e cópia de laudo médico e receita atualizados que comprovem a doença.

Para os profissionais da saúde, além dos documentos de identidade, é necessário apresentar a carteira do Conselho e comprovação de que atua em algum serviço de saúde.

A imunização das pessoas em situação de rua acontece no Centro Pop e na Casa de Passagem.

Para os profissionais da educação, é exigida a apresentação de contracheque atual e declaração da escola, contendo função e especificando ser dos respectivos níveis de ensino.

Compartilhar