Cabedelo comemora Dia da Árvore com distribuição de 500 mudas nativas e ações educacionais com alunos da rede municipal

A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por meio das Secretarias de Meio Ambiente, Aquicultura e Pesca (Semapa) e Educação (Seduc), promoveu, nesta quinta-feira (19), uma programação alusiva ao Dia da Árvore – 21 de setembro, com a distribuição de 500 mudas nativas na Praça Getúlio Vargas, no Centro.

As ações contaram, ainda, com atividades educativas de restauração de áreas degradadas da cidade, com a participação de alunos da rede pública de ensino e da população em geral.

A iniciativa buscou incentivar a educação ambiental, fomentando a conscientização cidadã com ações pela preservação do meio ambiente e a garantia da qualidade de vida à população cabedelense.

O prefeito Vítor Hugo parabenizou a inciativa e afirmou que a intenção é levar Cabedelo a patamares de destaque na política ambiental, elevando os índices de qualidade de vida da população.

“Cabedelo deve ser e será um dos berços da política ambiental no nosso Estado. Temos uma área de preservação importante, que precisa da nossa atenção e não poderia haver momento mais propício para darmos início a uma ação que conta, principalmente, com a participação da nossa população, maior interessada no assunto, e que contará com todo nosso apoio nesse trabalho que visa elevar a nossa qualidade de vida”, disse o prefeito.

Para o secretário de Meio Ambiente, Walber Farias, as comemorações inserem Cabedelo no importante debate da preservação ambiental, além de incentivar a população para as práticas saudáveis e sustentáveis.

“Preparamos toda a programação com o intuito de fazer com que a população de Cabedelo seja a grande protagonista dessas ações, se torne responsável pelo ambiente em que vivemos, preservando e tomando para si esse papel. Ao mesmo tempo, contamos com a participação dos alunos da nossa rede de ensino, que serão multiplicadores desse sentimento”.

O mentor do Programa de Educação Ambiental de Cabedelo, professor Gladstony Medeiros, comentou sobre o projeto de parceria da Educação e Meio Ambiente, e destacou a importância de ações como essa junto ao alunado e à sociedade para a conscientização com  as causas ambientais.

“O programa de educação ambiental é uma parceria exitosa entre a Seduc e o Meio Ambiente e trabalha com três módulos: Coleta Seletiva e limpeza de praias; Espaço verde, desenvolvido nas escolas; e Preservação dos ecossistemas. Hoje, especificamente, trouxemos uma palestra sobre a importância da mata atlântica e de ações como essa, além de uma oficina. A humanidade precisa dessa consciência socioambiental, porque isso é que transforma o cidadão. Precisamos reaprender a viver no planeta”, disse Gladstony, que atua ao lado do também professor José Jailson de Farias no Programa de Educação Ambiental.

Thays Nathalia, 14, aluna do 9º ano da Escola Maria Pessoa foi à Praça participar da atividade, e destacou que a lembrança pela preservação do meio ambiente deve ser diária.

“Achei muito legal participar dessa atividade, divertido e interessante. Há um aprendizado muito bom. Acho que o Dia da Árvore não pode se resumir a um único dia. É importante haver sempre a lembrança, a conscientização das pessoas de que a arvore é importante”, comentou.

Flávia Gouveia, 14, também aluna da Escola Maria Pessoa, destacou a importância da data.

 “Acho muito importante e necessário para poder abrir a mente e ter mais consciência sobre vários problemas relacionados ao cuidado com a natureza. É um projeto que deve se estender pelo ano todo para aumentar essa consciência”, declarou.

Compartilhar