Cabedelo conclui a realização de Fóruns Intersetoriais do Selo Unicef

Ação constitui uma das etapas obrigatórias para obtenção do Selo Unicef, certificação internacional de estímulo e reconhecimento a aplicação de políticas públicas em prol de crianças e adolescentes

A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seduc), concluiu, nesta sexta-feira (18), a realização dos Fóruns Intersetoriais do Selo Unicef.

O evento teve início na quarta-feira (16) e, durante 3 dias, contou com a participação de técnicos, coordenadores e usuários dos serviços vinculados às secretarias de Educação, Assistência Social e Saúde, além dos conselheiros tutelares , de direito e conselheiros setoriais e sociedade civil.

O encontro, coordenado pela Comissão Intersetorial do Selo Unicef, tem como objetivo principal apresentar um diagnóstico da situação da criança e do adolescente no município, bem como discutir ações estratégicas para a elaboração do Plano Municipal dos Direitos da Infância e da Adolescência.

A ação compõe a série de procedimentos obrigatórios para obtenção do Selo Unicef, certificação internacional que estimula o trabalho e reconhece a melhoria dos índices sociais e as políticas públicas em relação a crianças e adolescentes no âmbito do município.

“Os Fóruns Intersetoriais são momentos de planejamento participativo, troca de informações e diálogo entre diversos membros da comunidade sobre as políticas vigentes e as ações possíveis de serem implementadas em prol de crianças e adolescentes. Ele contribui, sobretudo, para o estabelecimento do diálogo entre diversos membros da comunidade sobre políticas públicas municipais voltadas a esse segmento populacional. Os Fóruns constituem espaços de participação, em que cada Secretaria parceira do selo Unicef se reúne e discute a sua metodologia que, nesta edição, está embasada nos resultados sistêmicos e na participação cidadã dos adolescentes”, declarou a articuladora do Selo Unicef em Cabedelo, Nadja Santos.

Na abertura do evento, na quarta-feira (16), o Fórum foi destinado à participação da Secretaria de Educação e voltado aos técnicos, coordenadores, alunos, gestores e supervisores das escolas. Os resultados sistêmicos trabalhados durante a sessão foram Desenvolvimento infantil para primeira infância, Educação de qualidade para todos e Hábitos de higiene e acesso à água assegurados para crianças e adolescentes nas escolas.

Já na quinta-feira (17) foi a vez da Secretaria de Assistência Social (Semas), juntamente com órgãos de proteção, conhecerem, discutirem e opinarem sobre as principais ações dessa área. Os resultados sistêmicos trabalhados durante o encontro focaram o Desenvolvimento infantil para primeira infância, Oportunidades de educação, trabalho e formação profissional para adolescentes e jovens; Desenvolvimento integral, saúde mental e bem-estar de crianças e adolescentes na segunda década da vida; Prevenção e resposta às violências contra crianças e adolescentes e a Proteção social e atenção integral para famílias vulneráveis via serviços intersetoriais.

A programação da semana foi encerrada com a Secretaria de Saúde, que levou ao Fórum discussões acerca da cobertura vacinal, saúde mental, saúde na primeira infância, como também, a condução das práticas de higiene e protocolos da COVID-19 no contexto das unidades de saúde e outros serviços.

“Ao promover a aproximação e o diálogo entre poder público e sociedade civil, o Fórum Intersetorial se constitui em espaço de participação social, onde a comunidade analisa a situação local, define ações pela garantia dos direitos da infância e adolescência, monitora e avalia o impacto de projetos, programas e políticas sociais voltadas a melhoria das condições da população de zero a dezoito anos”, concluiu Nadja.

Todas as discussões advindas dos Fóruns Intersetoriais servirão para construção do Plano de Ação dos Direitos das Crianças e Adolescentes, que será validado no próximo dia 10 de Março, no I Fórum Comunitário Selo Unicef, que acontecerá no Auditório do Uniesp.

Compartilhar