Cabedelo é destaque em Feira Internacional de Negócios Criativos e Colaborativos

Durante o evento, cidade está expondo peças do seu artesanato local e divulgando cultura e arte popular

Cabedelo participa, até o sábado (28), da Feira Internacional de Negócios Criativos e Colaborativos (Finncc 2019), promovida pelo Sebrae Paraíba no Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa. O evento busca fomentar a comercialização e a abertura de novos mercados, gerando oportunidade de network nacional e internacional e estimulando a capacidade de inovação dos negócios inseridos nos segmentos da economia criativa.

A cidade portuária está sendo representada em um dos maiores stands da Fincc, elaborado e montado pela artesã Adriana Lessa, da empresa Exclusiva, com o apoio de Matheus Ravelly e Netto Oliveira, funcionários da Secult. A expectativa dos organizadores é que por ali passarão milhares de pessoas, dentre elas, visitantes estrangeiros, pesquisadores conceituados na economia criativa de todo mundo e expositores de todo o Nordeste.

O prefeito Vitor Hugo, ao visitar a feira, comemorou o fato do evento ser uma grande vitrine para a cidade e de ter um espaço privilegiado e proporcional ao seu potencial artístico-cultura. Segundo o gestor, é também uma das metas de seu governo dar condições ao artesão, promovendo a visibilidade dos seus produtos a nível Internacional.

“Eu sinto um orgulho muito grande em ver a profissionalização dos nossos artistas e artesãos para o mercado de trabalho através desse projeto da Rede Criativa de Cabedelo. O stand está belíssimo, estamos bem representados. Os nossos produtos têm potencial para serem cobiçados pelo mundo inteiro e é muito importante destacar que eles levam consigo a identificação com as raízes de nosso povo”, destacou o prefeito.

A Rede Criativa Cabedelo recebeu nos últimos dois meses uma consultoria do Sebrae-PB e da Associação de Culturas Gerais (ACG de Minas) e, desde então, trabalhou coletivamente a valorização da identidade local e do saber popular como promoção de elemento turístico, o que faz com o os nossos visitantes busquem novas experiências.

A gestora de Turismo e Economia Criativa do Sebrae Paraíba, Regina Amorim, uma das grandes responsáveis pela realização da Fincc, destacou o desempenho da Rede Criativa de Cabedelo.

“Estive em Cabedelo há uns 3 anos atrás e vi o potencial do município para se tornar uma cidade criativa. Isso pelo celeiro cultural existente, pelo empreendedorismo do seu povo e,  agora, pelo interesse de uma gestão que faz o seu papel. Essa parceria público-privada tá dando muito certo e é a hora de avançar. Essa feira é pioneira no país e é um salto qualitativo no desenvolvimento econômico, social e regional da nossa Paraíba”.

Stand de Cabedelo – A feira conta com espaços para exposição e vendas de produtos relacionados a segmentos da economia criativa, tais como artesanato e arte popular, artes visuais, audiovisual/cinema, design (gráfico, de moda e de interiores), música, gastronomia, teatro, literatura, websites, arquitetura, moda, museus, comunicação e startups. Escolhendo elementos como mar, rio, pesca, crendices e costumes da cultura popular, os artistas que representam Cabedelo desenvolvem seus produtos, independentemente de gestão pública, e fazem com que o coletivo proponha uma parceria que se desenvolva, de forma sustentável, o turismo na cidade.

O stand de Cabedelo expõe diversos artesanatos, desde os mais simples até os mais requintados acessórios: seja o luxo confeccionado em crochê ou curiosas bijuterias produzidas com escama do peixe camurupim, além de esculturas de animais e personalidades trabalhadas em coco.

Todos os produtos dos expositores cabedelenses contam a história da cidade,  a exemplo de bonecas de pano representando o coco de roda ou a representação do teatro com o grupo Lendários e seus personagens fantasmagóricos. Tudo isso conectado aos profissionais da área comunicacional e tecnológica que visam uma melhor propagação dos negócios locais.

O cineasta e produtor audiovisual, Eduardo Moreira, está integrado à Rede Criativa e está emprestando seu talento ao stand da cidade na Fincc,  demonstrando a inovadora criação de minidocumentários com qualidade cinematográfica que apresenta produtos da cidade com foco nas redes sociais. “Esse projeto da rede criativa vem engrandecer a cultura de Cabedelo, os seus artesãos, músicos e até o pessoal do audiovisual. Acho que era isso que tava faltando. União, integração… agregando valor aos nossos produtos”, destacou.

Já o mestre João do Coco, do bairro de Jacaré, está ansioso para comercializar sua arte de esculpir em coco e madeira. Desde os nove anos de idade ele tem a habilidade de construir esculturas de personalidades como Luiz Gonzaga, Lampião, Jackson do Pandeiro e até de animais, e agora está tendo a oportunidade de mostrar seu talento para o mundo. “Está tendo resultado, essa rede criativa foi uma boa porque reuniu todos os artistas e nos deu ideias. Eu e outros artesãos aprendemos fazer e-mail, site, YouTube, Instagram e outras coisas que antes não nos importavam. E agora a expectativa com essa feira e com essa rede é de vender bastante”, finalizou o artesão.

Compartilhar