Cabedelo já aplicou mais de 16 mil doses de vacinas contra a Covid-19

Imunização avança diariamente, ampliando os grupos e oferecendo segurança e proteção à população

Mais de 16 mil doses das vacinas contra a Covid-19 já foram aplicadas em Cabedelo. Dados do Portal da Transparência no site oficial da Prefeitura mostram que, até o dia 7 de maio, 10.328 pessoas receberam, pelo menos, as 1ª doses dos imunizantes disponíveis; e 5.921 já completaram o esquema de vacinação com as duas doses.

A campanha de vacinação segue avançando diariamente na cidade portuária. Atualmente, as doses estão sendo aplicadas em profissionais da saúde e estagiários da saúde do último período acadêmico. ALém deles, também fazem parte do grupo atual de imunização pessoas com 35 anos ou mais que possuam alguma das comorbidades que agravem a doença; pessoas a partir dos 60 anos; pessoas com deficiência cadastradas no Programa de Prestação Continuada (BPC), que tenham 50 anos ou mais; gestantes e puérperas; e pessoas com síndrome de Down.

“Seguimos avançando a ampliando ainda mais os grupos prioritários, oferecendo a vacina para o maior número de pessoas possível. E tudo isso feito com muita responsabilidade, compromisso e dedicação. Temos grupos que já concluímos o esquema vacinal, como os idosos institucionalizados. O trabalho segue e a campanha avança de acordo com o envio de doses ao nosso município. E tudo com o propósito de levar esperança e saúde para todos”, destacou o secretário de Saúde, Murilo Suassuna

As vacinas estão disponíveis em dois pontos: no Centro de Imunização, no Centro da cidade (das 8h às 14h); e na Farmácia Drogasil, em Intermares (das 9h às 14h). Para receber a 2ª dose, é necessária a apresentação da carteira de vacinação.

Para ter acesso à imunização, é necessário levar Identidade com Foto, CPF e Cartão do SUS. Para os portadores de comorbidades, ainda é preciso levar original e cópia de laudo médico e receita atualizados que comprovem a doença; e para os deficientes físicos, comprovação de inscrição do BPC.

As comorbidades que podem agravar a Covid-19 incluem hipertensão, diabetes mellitus, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos imunossuprimidos, pessoas com obesidade grau 3 – IMC >40.

Compartilhar