Cabedelo mobiliza população durante o Dia D de vacinação contra a pólio e o sarampo

Zé Gotinha, Maria Gotinha e diversos personagens encantados fizeram o Dia D da campanha de vacinação contra a Poliomelite e o Sarampo em Cabedelo ainda mais divertido para a criançada que foi receber a dose de imunização neste sábado (18), na Praça Getúlio Vargas, no Centro. O prefeito Vitor Hugo participou da iniciativa, ao lado da primeira-dama Daniela Ronconi e do filho João Vitor, que aproveitou e recebeu sua dose da vacina.

A mobilização contou com uma estrutura lúdica e divertida para que pais e responsáveis pudessem levar, com segurança, os filhos de 1 a 5 anos, público-alvo para receber a vacina. Durante todo o dia, nas 21 Unidades de Saúde da Família (USF) em em dois postos voltante – no Supermercado Assis, no Centro; e no Supermercado Litoral, em Intermares – equipes da Secretaria de Saúde de Cabedelo (Sescab) estiveram engajada no dia mais importante da Campanha Nacional, que começou no começo deste mês e segue até o dia 31 de agosto.

“Queria agradecer aos funcionários da Secretaria de Saúde e todos que estão participando e se dedicando a esse dia tão importante. Também agradeço aos pais que estão trazendo seus filhos para a vacinação. Esse gesto é muito importante para que a gente possa ter um controle e as crianças crescerem saudáveis”, disse o prefeito Vitor Hugo, que ainda aproveitou a ocasião para anunciar um reajuste salarial para todas as categorias de profissionais de saúde do município de Cabedelo.

“Eu só peço que todos continuem com essa dedicação e vamos trabalhar para melhorar os serviços de Saúde da nossa cidade. Já estamos investindo maciçamente, a exemplo dos equipamentos que estão chegando,além das novas reformas que estão para acontecer, porque nossa administração pensa sempre no povo”, disse.

A expectativa da campanha em Cabedelo é que 3.778 sejam vacinadas. A Sescab recebeu mais de 4.500 doses da vacina contra Pólio e 1.900 contra Sarampo.

“Todos têm acompanhado pela mídia a preocupação dos órgãos públicos em todo país com os baixos índices de atingimento de metas de vacinação. Essa mobilização demonstra o quanto estamos trabalhando para contornar essa situação, pois nenhuma cidade do Brasil atingiu a meta e o risco de um surto de doenças que já havíamos erradicado do país é muito grande. A volta do Sarampo, Caxumba, Poliomielite, Rubéola e outras que estão aterrorizando a população brasileira. Os índices são intimidadores ainda, mas, com esse evento, Cabedelo deu o pontapé fundamental almejando obter êxito no atingimento dessa meta”, ressaltou o secretário de Saúde, Murilo Wagner Suassuna.

Os pais e responsáveis levaram suas crianças para receber a dose, e aproveitaram os serviços disponibilizados pela Prefeitura na Praça Getúlio Vargas, como orientações de saúde bucal, brinquedos e até um coffee break.

“Fiquei sabendo da campanha através das redes sociais e também através das agentes de saúde. A Prefeitura está de parabéns por promover, por intermédio da Secretaria de Saúde, essa proteção para as nossas crianças de doenças que são bastante perigosas”, disse Samyres Lima, moradora do Centro,  que levou a folha Alicia Manoela de 2 aninhos para se vacinar contra o sarampo e a pólio.

“Vim aqui porque é muito importante estarmos atentos para proteger nossos filhos dessas doenças que estão por aí se espalhando. Não custa nada os pais irem até os postos de vacinação, não leva nem 5 minutos e tem uma importância enorme pra vida delas”, completou Einstein Figueiredo, morador de Camalaú, e pai do pequeno Lian, de 4 anos.

Campanha – O esquema vacinal do Calendário Nacional de Vacinação é composto por três doses da vacina inativada poliomielite (VIP), administradas aos dois, quatro e seis meses, sendo necessários dois reforços com a vacina oral poliomielite (VOP) aos 15 meses e aos 4 anos de idade.

A imunização contra o sarampo é feito por meio da vacina tríplice viral, que protege também contra rubéola e caxumba. O esquema vacinal é de uma dose aos 12 meses, com um reforço aos 15 meses por meio da aplicação da tetraviral, que inclui a imunização contra varicela.

Quem deve ser vacinado:

Contra a poliomelite: crianças de 1 até 5 anos independentemente de quantas doses já tomou. Em casos de nenhuma dose, será aplicada a Vacina Inativada Poliomielite. Em caso de uma ou mais doses, será aplicada a Vacina Oral Poliomielite, a famosa “gotinha”.

Contra o sarampo: crianças de 1 até 5 anos independentemente de quantas doses já tomou.

Não devem ser vacinadas: crianças de 1 até 5 anos que tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Secom Cabedelo

Compartilhar