Cabedelo oferece vacina contra a Febre Amarela em todas as Unidades de Saúde da Família

Além da vacinação contra a Covid-19 –  que segue imunizando toda a população acima dos 12 anos – a Prefeitura Municipal de Cabedelo, por meio da Secretaria de Saúde (Sescab), está aplicando, também, a vacina contra a Febre Amarela.

A dose é única e a vacina está incluída no calendário de vacinação estadual, para toda a população acima dos 9 meses. Para ter acesso à dose, basta ir à USF mais próxima com o cartão do SUS ou CPF, documentos de identificação e carteira de vacinação.

A vacina está disponível em dias pré-determinados, de acordo com a unidade. Para saber o calendário, o usuário pode ligar para o telefone (83) 3228.3097.

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil adota o esquema vacinal de apenas uma dose durante toda a vida. Para quem recebeu uma dose da vacina antes de completar cinco anos, porém, está indicada a dose de reforço, independentemente da idade que tiver.

A vacina contra a Febre Amarela é indicada para crianças ao completarem 9 meses de vida (com dose de reforço aos 4 anos de idade); pessoas de 5 a 59 anos de idade não vacinadas ou sem comprovante de vacinação; pessoas que receberam apenas 1 (uma) dose da vacina antes de completarem 5 anos de idade devem tomar uma dose de reforço. Quem já se vacinou dentro destes parâmetros não precisa se vacinar novamente, pois a imunização dura por toda a vida.

A febre amarela é uma doença viral aguda, imunoprevenível, transmitida ao homem e a primatas não humanos (macacos), por meio da picada de mosquitos infectados. O vírus é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados e não há transmissão direta de pessoa a pessoa. A maior frequência da febre amarela ocorre entre os meses de dezembro e maio, período com maior índice de chuvas, quando aumenta a proliferação do vetor.

Vacinas da Febre Amarela e da Covid – De acordo com o MS, deve-se respeitar um intervalo mínimo de 14 dias entre as vacinas.  Ou seja, se tomar a vacina contra a febre amarela, é necessário aguardar 14 dias para tomar a da Covid-19 e vice-e-versa.

Compartilhar