Encontre o que você precisa aqui:

Autor: Secom

Cabedelo passa a oferecer ambulatório especializado em diagnóstico, acompanhamento e tratamento de Sífilis

Serviço funciona por demanda espontânea todas as terças-feiras na Policlínica Municipal A Secretaria de Saúde de Cabedelo está disponibilizando à população cabedelense, desde o começo deste mês de novembro, um ambulatório especializado em diagnóstico, acompanhamento e tratamento de Sífilis no município. O ambulatório, que funciona todas as terças-feiras, é um dos serviços oferecidos no Serviço […]

21/11/2023 9h33 Atualizado há 3 meses atrás

Serviço funciona por demanda espontânea todas as terças-feiras na Policlínica Municipal

A Secretaria de Saúde de Cabedelo está disponibilizando à população cabedelense, desde o começo deste mês de novembro, um ambulatório especializado em diagnóstico, acompanhamento e tratamento de Sífilis no município.

O ambulatório, que funciona todas as terças-feiras, é um dos serviços oferecidos no Serviço de Assistência Especializada (SAE), que funciona no prédio da Policlínica Municipal Leonard Mozart, localizado na Vila São João.

O paciente que tiver sido diagnosticado com sífilis em alguma ação externa ou de rotina com os testes rápidos nas Unidades de Saúde deve ser direcionado para confirmação do diagnóstico e tratamento no ambulatório.

O atendimento acontece por demanda espontânea, isto é, não necessita de agendamento, basta o paciente comparecer ao SAE nas terças-feiras. Além do atendimento e acompanhamento aos pacientes diagnosticados com sífilis, as pessoas que quiserem fazer testagem para sífilis podem comparecer ao SAE e realizar o teste.

Nos últimos três anos, Cabedelo registrou uma média anual de 50 diagnósticos da doença.

Sífilis – É uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) causada pela bactéria Treponema pallidum, transmitida por relação sexual desprotegida com pessoa infectada ou pela mãe ao bebê durante a gestação ou parto.

A doença se manifesta de várias maneiras a depender do estágio em que se encontra no organismo. Geralmente se manifesta por feridas ou manchas no corpo, inclusive palmas das mãos e plantas dos pés, podendo apresentar mal-estar, febre, ínguas pelo corpo, mas que desaparecem sem nenhum tratamento, o que traz a falsa sensação de cura enquanto o vírus continua latente no organismo.

Nos estágios primário e secundário da infecção, a possibilidade de transmissão é maior. Nos casos da sífilis terciária, a doença pode levar a complicações graves como lesões cutâneas, ósseas, cardiovasculares e neurológicas, podendo levar à morte.


Preferência de Cookies

Usamos cookies e tecnologias semelhantes que são necessárias para operar o site. Você pode consentir com o nosso uso de cookies clicando em "Aceitar" ou gerenciar suas preferências clicando em “Minhas opções”. Para obter mais informações sobre os tipos de cookies, como utilizamos e quais dados são coletados, leia nossa Política de Privacidade.