Cabedelo recebe 6ª edição da Super Remada e reúne mais de 300 participantes

Evento aconteceu no domingo (6), em Areia Dourada, e ainda contou com alerta sobre preservação ambiental

Nesse domingo (6), a praia de Areia Dourada, em Cabedelo, foi palco da 6ª edição da Super Remada, que teve como tema a Unidade de Conservação – Preserva PB. O evento foi organizado pelo grupo Caiaque PB e teve o apoio da Prefeitura de Cabedelo, Sudema e outros órgãos.

Esse foi o primeiro de vários eventos náuticos que serão realizados no município até o final do verão, e que faz Cabedelo se destacar cada vez mais como a Capital do Verão Brasileiro, se mostrando receptiva e adequada para este tipo de prática esportiva.

“A Super Remada é um evento muito importante e que, de fato, consolida Cabedelo como a ‘Capital Paraibana do Turismo Náutico’. Foram lançados quase quatrocentos caiaques na água e na próxima edição temos a certeza que o evento e Cabedelo entrarão no livro dos recordes com uma façanha incrível.  Estamos cada vez mais incentivando a realização de evento desse porte aqui no município”, afirmou o secretário de Turismo de Cabedelo, Haenell Farias.

Durante o evento, os participantes receberam orientações sobre preservação da vida marinha através de uma palestra ministrada pela bióloga Maria Christina, ecóloga e engenheira ambiental da Sudema. De acordo com o idealizador do evento, Alexsandro Batista, o objetivo principal foi alertar sobre a importância de preservar o meio ambiente.

“Temos 15 Unidades de Conservação na Paraíba e a cada ano a gente tem buscado a conscientização da população e do poder público sobre a importância de preservar o meio ambiente. A palestra com a bióloga Maria Cristina nos alertou  sobre cuidar da vida marinha e da natureza como um todo”, disse.

Edições anteriores – Na última edição, que aconteceu antes da pandemia também em Areia Dourada, foram registrados 270 caiaques e 400 participantes. De acordo com o idealizador, a expectativa é conseguir entrar para o Guinness Book.

“A super remada começou em 2015 com 98 caiaques, de lá pra cá crescemos muito. Em 2019, antes do auge da pandemia, fizemos uma edição com 400 participantes e 270 caiaques. Estamos nos preparando para superar a marca da Polônia, que entrou para o Guinness Book com 329 caiaques em um único evento. Nesta edição em Cabedelo, a missão foi retomar o evento, e, no ano que vem, a gente solicita a presença do juiz do Guinness. Temos potencial para trazer esse recorde mundial para o Brasil.”, disse.

CONFIRA ALGUMAS IMAGENS DO EVENTO.

Fotos de Adriano Aragão(Drone) e On7 films

 

Compartilhar