Caminhada lembrará Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência

Nesta sexta-feira (21) é comemorado o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência. Para lembrar a data, a Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC),  vai realizar, no próximo dia 28, uma caminhada em prol da luta pela causa.

O evento será promovido pelas Secretarias Municipais de Assistência Social (Semas), por meio da Coordenação da Pessoa com Defiiciência, e Saúde (Sescab), por meio do Centro Municipal de Fisioterapia (Cemfisio) e do Anexo do Centro de Referência em Saúde Leonard Mozart (Anexo da Policlínica). A caminhada sairá às 8h da Praça José Américo (Praça da Igreja Batista), com destino à Praça Getúlio Vargas, onde acontecerá um momento de integração final entre os participantes.

“Estamos convidando os cabedelenses para se sensibilizar e participar dessa caminhada, que visa fortalecer os vínculos para lutarmos em prol dos direitos da Pessoa com Deficiência. Estarão presentes deficientes físicos, auditivos, visuais e intelectuais, seus familiares e muitas pessoas que abraçam esta causa”, disse a secretária de Assistência Social, Cynthia Cordeiro.

Inclusão – Atualmente, a coordenação da Pessoa com Deficiência, na Semas, atende 409 pessoas. Dentre os serviços ofertados estão o fornecimentos de transporte para atendimento especializado, visitas sociais, orientações e encaminhamentos sobre benefício de prestação continuada e benefícios eventuais, e práticas esportivas e de dança.

Além dessas ações, as pessoas com deficiência também conquistaram, ao longo dos anos, a Criação do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência e a Coordenação de Inclusão Social da Semas, além da implantação Lei nº 1.628, que instituiu o Dia Municipal de Inclusão da Pessoa com Deficiência – 8 de novembro.

Educação Inclusiva – A atenção do município de Cabedelo para com as formas de inclusão da pessoa com deficiência é revelada em inúmeras ações. Uma das principais é a ação voltada para a educação inclusiva que, além de possibilitar a inserção de alunos com deficiência em salas de aula regulares da rede de ensino municipal, promove a adoção de ferramentas de apoio ao trabalho educativo desenvolvido com o segmento.

Esse apoio se dá através das ações do Centro de Atendimento Educacional Especializado (CAEE), que desenvolve uma politica de educação inclusiva que tem entre os seus objetivos a identificação de alunos com necessidades educativas especiais, a prestação de apoio ao processo de inclusão educacional e, também, a formatação de formas de assegurar a permanência dos alunos na escola.

Secom Cabedelo

Compartilhar