Cavalo de Pau e Stylo Ousado encerram comemorações juninas em Cabedelo

Bandas levaram milhares de pessoas à Praça Getúlio Vargas na última noite do Arraiá do Litoral

Aproximadamente 100 mil pessoas em sete noites de forró; comércio aquecido, cidade lotada, muita cultura, alegria e tradição. Esse foi o saldo do Arraiá do Litoral, que foi encerrado neste sábado (29) em grande estilo, ao som do melhor do forró das antigas com a banda Cavalo de Pau, e da prata da casa, Stylo Ousado.

Desde o dia 23, a Praça Getúlio Vargas recebe todo o colorido da tradição junina. Uma megaestrutura foi montada para os shows principais, atrações culturais, quadrilhas juninas e o genuíno resgate à tradição nordestina de celebrar São João e São Pedro.

“Essa festa foi feita com amor e carinho para que todos saibam que Cabedelo vai se consolidar como o maior São Pedro do litoral paraibano. Na próxima edição do Arraiá, a estrutura vai ser maior ainda e podemos até mudar o local, mas isso quem vai decidir é o povo, pois nada nesse governo é feito sem pensar na população. Aproveito para convidar todos que estão nos visitando para o aniversário da cidade em dezembro, e para o carnaval. Serão duas grandes festas. Por fim, quero agradecer às equipes de todas as Secretarias que se dedicaram para a realização deste evento, e dizer que estamos demonstrando que nossa cidade merece e tem condições de receber qualquer turista e de promover mais faturamento para nossos munícipes”, destacou o prefeito Vítor Hugo.

Pela festa, passaram nomes como Ton Oliveira, Sirano & Sirino, Osmídio Neto, Jairo Madruga, Alberto Bakana e Fabiana Souto, além das quadrilhas juninas locais – Limoeiro, Luar da Ilha, Expresso do Litoral e Macambira – e convidadas. Sem falar das apresentações da peça Acordai João, dos grupos culturais locais e das homenagens à Junina Viana e ao rei do ritmo, Jackson do Pandeiro.

Durante os sete dias de festa, o público foi recepcionado e conheceu detalhes do Arraiá pela irreverência do trio de humoristas cabedelenses Ceicinha, Tia Creuza e Verinha Show. O público se divertiu e interagiu com as icônicas personagens do antigo espetáculo Pastoril Profano, e aproveitou para dançar, tirar fotos e cair na brincadeira.

“O Arraiá do Litoral foi um presente para Cabedelo, e pelo grande sucesso obtido já está marcado no calendário de eventos da cidade. As pessoas acreditaram e o público dobrou emrelação às festividades juninas do ano passado. De tudo que aconteceu nestas noites festivas podemos destacar a diversidade das atrações, pois teve entretenimento para todos os gostos, com música, danças, ritmos, teatro, artesanato e gastronomia típica, e, por isso, tivemos pessoas vindas de outros municípios e até estados, além de contarmos com a presença maciça dos cabedelenses. Para completar, não deixamos de valorizar os artistas da terra e ainda oferecemos grandes atrações para o público que nos prestigiou”, ressaltou o secretário de Cultura, Igobergh Bernardo.

A última noite do Arraiá foi aberta pela banda Stylo Ousado – que tem 4 anos de caminhada musical. Prata da casa, sempre empolga o público e, desta vez, não foi diferente. Um dos vocalistas da Stylo fez questão de agradecer pelo convite à banda e elogiar a estrutura da festa.

“Quero agradecer à Prefeitura pelo convite para a gente tocar novamente para esse nosso público maravilhoso. O evento tem uma estrutura fantástica e o nosso repertório especial empolgou essa multidão, jamais vista na praça”, comentou João Pedro (JP).

A grande atração da noite foi a banda Cavalo de Pau. Com o melhor do Forró das Antigas, o grupo fez do público um verdadeiro coral ao relembrar sucessos como “Estrelinha do Céu”, “Seis cordas” e “Juras de Amor”.

Os três vocalistas da banda deixaram seu recado para o público.

“A expectativa era grande porque Cabedelo sempre nos acolhe e nos recebe super bem, a última vez que estivemos aqui foi no Réveillon e foi maravilhoso, hoje não foi diferente”, afirmou Alex Santos.

“Cabedelo sempre tem uma excelente receptividade. E essa cidade é especial para mim porque a primeira vez que eu cantei na banda foi num show aqui”, disse Sabrina Araújo.

“A estrutura desse Arraiá está bacana e tá tudo muito lindo com essa praça lotada de gente com energia muito positiva. Foi uma noite incrível pra ficar marcada na história da cidade e da nossa banda”, concluiu Eliane Fernandes.

Segurança e tranquilidade – Além da animação, o Arraiá foi marcado pela tranquilidade. Uma força-tarefa da Secretaria de Segurança Pública, Mobilidade Urbana e Defesa Civil, – com o apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros – , garantiu a segurança e a harmonia nos sete dias de festa. O balanço geral foi muito positivo, sem a ocorrência de casos de violência, desrespeito e importunação.

“Com o trabalho preventivo e estratégico que fizemos, em conjunto com todos os órgãos de segurança, somados à responsabilidade das pessoas pacíficas que foram brincar na festa, só tivemos pequenas ocorrências, coisas normais, nada que viesse ofuscar o brilho da festa, inclusive nas noites em que a população compareceu em massa. Graças a Deus, o intuito das pessoas foi realmente se divertir e a estrutura montada para a festa favoreceu demais o nosso trabalho” , garantiu o coordenador armeiro da Guarda Civil Municipal, Cláudio Victor, que esteve no comando da corporação durante a festa.

Comerciantes satisfeitos – Quem também passou bem o São João e o São Pedro em Cabedelo foram os comerciantes, que conseguiram uma bela renda extra nesse período. Organizados em tendas ou na Vila São João, eles aproveitaram a festa, dançaram forró, curtiram as bandas e, claro, faturaram muito.

“Nesse evento é tudo muito bem organizado, com a higienização e limpeza sendo feita, local seguro e bem iluminado e muito bem localizado. Por isso as vendas foram ótimas! Se a gente tivesse mais, tínhamos vendido mais ainda. E isso gera uma renda extra pra quem já trabalha e pode até ser uma renda principal para quem tá desempregado”, pontua Suênia Barbosa, que comercializa caldinho e purê de macaxeira e participa do Arraiá do Litoral pelo segundo ano.

“A gente percebe que o evento evoluiu em organização e que teve mais investimento na estrutura, aliado a isso teve o pagamento antecipado da Prefeitura, boas atrações… Tudo contribui para o sucesso da festa e dos comerciantes. Nas primeiras noites tivemos vendas excelentes e já temos uma boa expectativa pra o resto da festa”, finaliza Ricardo Viana, que comercializa bebidas no São João de Cabedelo pelo quinto ano consecutivo, e também faz parte de um grupo que arrecada com fins culturais.

Turismo em alta – O Arraiá também movimentou a cidade e lotou as pousadas. Vindos de outros municípios e até Estados, os turistas apostaram certo e aproveitaram as belezas de Cabedelo e as atrações juninas preparadas pela Prefeitura.

“Tivemos um saldo muito positivo com relação ao turismo. A cidade lotou, as pessoas quiseram conhecer nosso Arraiá. Eu tive a oportunidade de ouvir vários depoimentos, inclusive de um pessoal de Fortaleza que estava nos visitando porque recebeu a indicação para que vir a Cabedelo. Eles vieram e ficaram maravilhados, elogiaram a organização, a segurança… Isso foi show! Todo o trabalho realizado em equipe resultou numa visibilidade bacana, além disso temos uma programação enxuta, focada realmente na qualidade”, pontua a secretária de Turismo, Vera Simões.

A empresária Ana Júlia, proprietária da Pousada Belo Mar, recebeu diversos turistas a mais, que fizeram questão de conhecer a festa.

“Nossa pousada recebeu diversos hóspedes, que foram todos os dias para a festa e elogiaram demais a segurança e a organização. Os moradores daqui também prestigiaram muito o evento. Nunca vi isso na cidade.Parabéns a todos os envolvidos”.

Os turistas, claro, eram só encanto pela cidade e pela festa.

“Eu tinha muita curiosidade de conhecer essa festa aqui em Cabedelo porque meus amigos comentaram muito bem sobre ela. E, enfim, vim conferir que aqui se preza pelo que é tradicional e regional. Está tudo muito legal , decoração bonita e atrativa e tudo muito organizado e tranquilo. Perfeito!”, disse a bacharel em Direito Mércia Maria, que veio da cidade de Mogeiro (PB) conhecer o Arraiá do Litoral.

Compartilhar