Chá Dançante – Anos Dourados celebra chegada da Primavera e exalta alegria e vitalidade dos idosos assistidos pela Prefeitura de Cabedelo

Um memorável momento de confraternização, alegria e muita vitalidade! Foi assim a 5ª edição do Chá Dançante da Primavera – Anos Dourados, promovido pela Prefeitura Municipal de Cabedelo, por meio da Secretaria de Assistência Social (Semas) nesta terça-feira (27), no Centro Cultural Mestre Benedito.

O evento reuniu cerca de 200 idosos – dentre os assistidos pelos programas municipais e representantes de instituições – e antecipou as comemorações ao Dia Nacional do Idoso –  1º de outubro, bem como a chegada da estação da primavera.

Para receber os ilustres convidados, o Centro Cultural Mestre Benedito foi e especialmente decorado com a temática Anos Dourados, remetendo aos grandes bailes de outrora em uma superestrutura coberta, com direito a palco, sonorização e iluminação especial. A banda Tentáculos animou a festa com hits que marcaram época, fazendo os idosos interagirem, conversarem e dançarem muito.

A primeira dama do município, Daniella Ronconi, representou o prefeito Vitor Hugo e transmitiu a satisfação de toda gestão com a realização da festa.

“É muita felicidade poder estar aqui novamente! Tudo que a gente faz pós pandemia é para celebrar a vida. Em nome do prefeito agradeço o empenho e a dedicação da Secretaria de Assistência Social e todas que se envolveram nesta realização. Tudo foi pensado com muito amor e carinho para ofertarmos o melhor”, destacou a 1ª dama.

A festa também teve a participação de secretários, vereadores e guardas metropolitanos do Pelotão de Honra, que interagiram com os idosos, tirando-os para dançar no salão ao som da banda musical. O evento ainda contou com a parceria da empresa São Braz, doando brindes para sorteio entre os participantes; e do concurso para eleger o Rei e a Rainha do Baile.

Entusiasmada, a secretária de Assistência Social, Cynthia Cordeiro, comentou sobre a realização de mais uma edição do Chá Dançante.

“Poder retomar essa festa nos traz muita felicidade. É muito bom poder dançar, comemorar… e essa alegria dos idosos nos contagia e nos emociona! É o nosso combustível para continuar trabalhando. Gostaria de agradecer à atual gestão, que tem essa olhar diferenciado para a Terceira Idade. Também não poderia deixar de elogiar o trabalho maravilhoso da equipe Semas e todos que nos apoiaram. O Chá Dançante da Primavera já faz parte do calendário de eventos da cidade”, concluiu Cynthia.

Além das atividades socioeducativas, de lazer, físicas, oficinas de artesanato, costura e dança, ofertadas tanto pela Semas – através dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) – quanto pelo Centro de Convivência da Pessoa Idosa (CCI), do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Cabedelo (Ipsemc), os idosos participam mensalmente das ações de Assistência e Cidadania ofertadas pela Prefeitura.

Alegria contagiante – A satisfação era visível no olhar de cada idoso que participou do evento e teve a oportunidade de confraternizar, dançar e brincar.

Pela primeira vez nas edições do Chá Dançante, além dos idosos do Reviver I e II, CRAS e Serviços de Convivência, estavam representantes de idosos de instituições de apoio como Amém, Comunidade Daniel, Comunidade Vida e Mar, Lar Lucinha Passos e Quinta da Praia Residencial Sênior. Cada um deles se divertiu à sua maneira durante o Chá Dançante.

“Estou gostando demais daqui. É minha primeira vez. Espero que tenha mais vezes. A felicidade se traduz nisso. A felicidade é isso”, afirmou dona Maria Lourdes Alves, 75 anos, residente do Amém, que dançou e emocionou curtindo a festa.

O conhecido poeta do Amém, Paulo Gonçalves, no alto de suas 93 primaveras contemplava o evento com um brilho nos olhos. Também era sua primeira vez. “Está tudo ótimo. Mesmo com pouca mobilidade eu estou conseguindo me divertir. Essas músicas, só me trazem lembranças boas. E tanta gente bonita, inspirando vidas”.

Para quem participou de todas as edições do Chá Dançante, o brilho não foi diferente, que o diga Verônica Maria de Brito, que participa do Centro de Convivência do Idoso do Ipsemc. “Estou amando. Inclusive o local está melhor, mais acessível e seguro, os comes e bebes sendo servidos logo no início, uma banda musical excelente… Esse Chá Dançante desse ano superou as edições passadas. Foi sensacional”, concluiu.

Dia Nacional da Pessoa Idosa – Até o ano de 2006, esta data era celebrada no dia 27 de setembro, porém, em razão da criação do Estatuto do Idoso, em 1º de outubro, o Dia do Idoso foi transferido para esta data, de acordo com a lei 11.433, de 28 de dezembro de 2006.

 

 

 

 

Compartilhar