Crianças assistidas pelo Centro Municipal de Fisioterapia de Cabedelo ganham festa em homenagem ao Dia das Crianças

O Centro Municipal de Fisioterapia de Cabedelo (Cemfisio) realizou, nesta sexta-feira (11), a comemoração alusiva ao Dia das Crianças – 12 de outubro. A celebração reuniu cerca de 100 crianças usuárias dos serviços, além de pais e responsáveis.

Durante a festa, os participantes tiveram acesso à oficina de Slime, pula-pula, brincadeiras, lanche e algodão doce. Além da decoração com bolas, o salão do Cemfisio recebeu exposição dos trabalhos produzidos pelos pacientes em sessões de atendimento. Foram distribuídos brindes e brinquedos e a animação ficou por conta do Grupo de Percussão do SCFV Reviver II.

“Estamos organizando essa festa, sobretudo, para prestigiar as crianças que aqui recebem atendimento. O evento tem o objetivo de comemorar a passagem do Dia das Crianças, mas sob a expectativa de que elas tenham reconhecimento e sejam respeitadas. Um dia de alegria”, declarou a diretora do centro, Ângela Roberta Cavalcanti de Souza.

O Cemfisio disponibiliza atendimento e acompanhamento para adultos e crianças que necessitam de fisioterapia e, há cerca de um ano, passou a atender crianças com necessidades especiais. Chamado de Grupo de Inclusão, a equipe é composta por profissionais de Psicologia, Pediatria e Nutrição.

“Além das crianças para atendimento especifico de fisioterapia, contamos com um grupo de inclusão para atender crianças especiais que estão inseridas no Centro, e que recebem atendimento na área de fisioterapia. Disponibilizamos atendimento de fisioterapia, psicologia pediatria e nutricionista. Hoje estão todas juntas nessa celebração que é, também, de inclusão”, pontuou Ângela.

Para a coordenadora de setores, Rafaela Medeiros, a festa das crianças é oportunidade trazer um sentimento de participação, congraçamento, celebração e muita alegria para elas.

“É muito gratificante ver o sorriso estampado no rostinho de cada uma das crianças. Nós entramos no universo delas e até nos fantasiamos, porque é muito gratificante arrancar um sorriso. É muita alegria para eles e para nós”, comentou.

Compartilhar