Crianças e adolescentes assistidos pela Secretaria de Assistência Social de Cabedelo participam de ações alusivas ao Dia Internacional da Juventude

A Prefeitura Municipal de Cabedelo, por intermédio dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFVs) da Secretaria de Assistência Social (Semas), promoveu, nesta quarta-feira (17), uma atividade alusiva ao Dia Internacional da Juventude – celebrado no último dia 12 e instituído pelo Decreto de Lei nº 10.515, em julho de 2002.

Durante toda a semana, a Semas vem realizando ações sobre o tema. Nesta quarta, a atividade foi o encontro dos usuários de todos os SCFVs no ginásio da escola municipal Elisabeth Ferreira da Silva, no Renascer II.

A iniciativa em Cabedelo visa a integração dos serviços de convivência da Semas, proporcionando às crianças e adolescentes atividades educativas, culturais e lúdicas;  valorizando a vivência e finalizando com a culminância de apresentações das respectivas experiências desenvolvidas em cada serviço.

“Essa culminância de atividades e integração é importantíssima nesse processo em que essas crianças e adolescentes estão envolvidas. Afinal de contas, o fortalecimento dos vínculos dos jovens com os valores sociais é que vai direcioná-los a um futuro melhor. É preciso comemorar essa fase da vida, que é ser jovem, e também serem instruídos a semear com qualidade para colherem bons frutos lá na frente”, destacou a secretária de Assistência Social Cynthia Cordeiro.

Atualmente, cerca de 500 crianças e adolescentes são atendidas pelos SCFVs Centro de Convivência Reviver 1 (Praia Formosa); Centro de Convivência Reviver 2 (Renascer III); Centro de Convivência do CRAS 1 (Recanto do Poço); e Coordenação da Pessoa com Deficiência. Eles participam diariamente de atividades desportivas, lúdicas e culturais como formação de grupos culturais com oficinas de artesanato, capoeira, futebol de salão, aulas de dança, canto, violão e percussão.

A adolescente Larissa Gabrielle, 13 anos, é aluna da Escola Municipal Plácido de Almeida, e usuária do Reviver II. Ela participa de oficinas de música, dança e futebol e no evento se apresentou junto com o grupo de percussão, cantando a música “Trem Bala”, da cantora Ana Vilela, que passa uma mensagem bem positiva para os jovens.

“Estou no Reviver II desde que tenho meus 7 anos e esse evento é especial. Me sinto muito feliz por ter sido escolhida para cantar. Aqui perdi a vergonha e gosto de ser feliz. Se jovem é ser feliz”, destacou.

Já Camila Martins, tem 15 anos, é aluna do 9° ano da escola Municipal Rosa Figueiredo de Lima, e participa das oficinas de dança no Reviver I. Ela mencionou sobre a importância do jovem viver a vida adequadamente, de forma saudável, com liberdade e responsabilidade.

“Jovem precisa comemorar a vida como jovem. Muitos querem pular etapas e já ter compromissos de adulto, mas jovem precisa é ter vida! E eu gosto de dançar porque é uma forma de expressão e de liberdade” , afirmou a adolescente.

Dia Nacional da Juventude – A data foi criada em 1999, por meio da resolução 54/120 na Assembleia Geral da ONU, como resposta à recomendação da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, realizada em agosto de 1998, em Lisboa, Portugal, e que foi debatido questões relacionadas a juventude, como drogas, habitação, emprego, saúde.

O dia ganhou ainda mais relevância quando a ONU decretou que o ano de 2010 seria considerado o Ano Internacional da Juventude, sob o tema “Diálogo e compreensão mútua”.

No Brasil, o dia 12 de agosto entrou para o calendário por meio do Decreto de Lei nº 10.515, em julho de 2002. A data serve para homenagear os jovens e destacar o papel importante que eles têm na sociedade, além de dar maior visibilidade aos problemas enfrentados pela juventude, como más condições de vida, educação e saúde de baixa qualidade, desrespeito aos direitos e dificuldade em entrar no mercado de trabalho.

Compartilhar