Desenvolver Cabedelo beneficia 35 microempreendedores locais com crédito de R$ 122 mil

Programa celebra  cerca de R$ 1,8 mi investido na economia local

O Desenvolver Cabedelo realizou, nesta quinta-feira (19), mais uma entrega de cheques aos microempreendedores individuais (MEI) atendidos pelo programa. Na última turma de beneficiários do exercício 2019, 35 beneficiários tiveram acesso à quantia de R$122.100,00 (cento e vinte dois mil e cem reais) para investirem em seus empreendimentos.

Desde o início do Programa, há quatro anos, cerca de 620 contratos foram celebrados e um montante de R$1,8 mi injetado na economia local. Além disso, a parceria com instituições como o Sebrae já possibilitou a capacitação e profissionalização de mais de 2.500 pessoas.

“O Desenvolver Cabedelo é um programa criado com o intuito de estimular e desenvolver a capacidade própria de nossa população no sentido de se tornarem microempreendedores. Ele nasceu com essa perspectiva e a atual gestão transformou-o em algo ainda maior, dando-lhe um leque maior de possibilidades e opções para se trabalhar. Além do alcance e da credibilidade, temos a celebrar a ampliação do programa por meio das parcerias e da criação do Centro de Capacitação e apoio da administração ao trabalho que se faz em prol da economia local”, declarou  secretário da Indústria, Comércio e Portos, Alexandre Maia.

Uma das marcas do programa é a pulverização dos recursos por toda a cidade, beneficiando MEI’s de todos os recantos do município. A mesma lógica também se aplica a diversidade de negócios apoiados. Dentre as atividades econômicas apoiadas contabilizam-se, dentre outros, empreendedores nos ramos de comércio de bebidas, bares, lanchonetes, confecções e acessórios, pousadas, taxistas e vidraceiros, artesanato; fabricação de estofados, cabeleireira e barbearia.

Josefa Paula, fabricante de empada de arroz, ingressando pela primeira vez no programa, falou sobre a recepção e as perspectivas para a utilização dos recursos.

“Fiquei sabendo do programa através do INSS. Tive que ir à agência fazer minha contribuição como autônoma e me falaram da possibilidade de me tornar MEI através do Desenvolver e conseguir um empréstimo. No programa fui muito bem atendida, recebi todas as orientações, assinei o contrato e agora vou utilizar esse valor para adquirir um freezer, um carrinho de água de coco e uma máquina para assar minhas empadas e salgados”, comentou.

Proprietário de uma pousada em Camboinha, Ricardo Teotônio destacou a importância do Desenvolver para a economia local.

“Vejo o programa como um incentivo muito bom e em momentos de crise como o atual é muito importante para o desenvolvimento dos negócios. No meu caso, de pousada, o verão se aproxima e o apoio da Prefeitura chega em um ótimo momento. O microempreendedor individual, geralmente, encontra muita dificuldade em conseguir incentivos dos grandes bancos e o apoio é oportuno para os pequenos e uma injeção significativa no comércio local”.

O Programa – O Desenvolver Cabedelo foi criado pela Lei Municipal 1.751, de 12 de junho de 2015, e é voltado para dar apoio aos pequenos negócios, cujas atividades necessitem de amparo financeiro, capacitação empreendedora e financiamento.

Para participar do Programa, os interessados devem fazer o seu cadastro na sede do Desenvolver, situada na Rua Duque de Caxias, 290, Centro (ao lado do Posto de Polícia Solidária), das 9h às 14h, horário de funcionamento do órgão. Ao local, é importante comparecer munidos de Carta CNPJ, Comprovante de Residência, Identidade e CPF.

Após fazer seu cadastro, o candidato se submeterá ao processo de capacitação para ser habilitado a definir o Plano de Negócio. Aprovado o Plano, cabe ao comitê gestor analisar cada um para definir o valor a ser emprestado e o prazo de pagamento, levando em conta a capacidade de cada um. Após essa etapa, o processo entra na fase de crédito e, depois, no pós crédito, que é o acompanhamento da aplicação dos recursos.

O Desenvolver trabalha com duas linhas de crédito: uma para aquisição de equipamentos e máquinas, e outra para capital de giro. A taxa de juros dos empréstimos é de 0,8% a.m sobre o contrato, e a multa para inadimplentes chega a 2%.

O apoio aos microempreendedores se dá ao longo do relacionamento através de acompanhamento, orientações, apoio contábil, capacitações e auxilio na declaração do imposto renda e na emissão dos guias de contribuição previdenciária (INSS).

Além de comemorar o êxito junto ao microempresariado local, o programa também celebra a confiabilidade, uma vez que muitos beneficiários acabam renovando seus contratos. Dos beneficiários do mês, 05 são renovações.

Compartilhar