Desenvolver Cabedelo inscreve para Jovem Aprendiz em parceria com o Senac

Inscrições serão feitas de 3 e 5 de fevereiro no Centro de Capacitação; vagas são para jovens de 14 a 24 anos

O programa Desenvolver Cabedelo, em parceria com o Senac, inscreve, a partir da segunda-feira (3), interessados em participar do programa Jovem Aprendiz. A iniciativa busca incluir jovens de 14 a 24 anos incompletos no mercado de trabalho com qualificação profissional.

O cadastro segue no dia 5 de fevereiro e deve ser feito no Centro de Capacitação, localizado à Rua Ismael Farias, S/N – Centro (por trás do IFPB Centro), das 9h às 13h. Para se inscrever, os jovens precisam ter o ensino médio completo ou estarem devidamente matriculados e cursando-o no momento.

A equipe do Senac quem realizará as inscrições dos candidatos selecionados pelas empresa. Estão sendo oferecidas 50 vagas em empresas cadastradas no programa. No ato da inscrição junto às empresas as quais desejam trabalhar, os jovens devem levar currículo, declaração da escola ou diploma de conclusão dos estudos. As empresas realizarão o recrutamento e seleção dos interessados e os encaminharão para a efetivação da matrícula no curso “Aprendizagem Profissional Comercial em Serviços Administrativos”. 

O curso oferecido tem carga horária de 1.272h com duas turmas de 25 alunas cada, nos turnos da manhã (07h às 12h) e tarde (12h30 às 17h30), com previsão de início para o dia 2 de março e término no dia 24. As aulas serão ministras às segundas e quartas-feiras. Ao final, o aluno receberá certificado fornecido pelo Senac.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (83) 31331158 | 981071553

Jovem Aprendiz – O jovem aprendiz é uma forma de contratação de profissionais de 14 a 24 anos, criada pelo governo em 2000 com o objetivo de estimular o primeiro emprego e a formação profissional.

O objetivo é estimular o emprego entre jovens, principalmente aqueles que nunca tiveram trabalho, e oferecer capacitação profissional a eles.

Aprendiz é o jovem que estuda e trabalha, recebendo também capacitação específica na área em que esteja empregado. A legislação determina que médias e grandes empresas tenham de 5% a 15% de seus funcionários como aprendizes. O jovem pode trabalhar, no máximo, dois anos como aprendiz.

Para ser aprendiz é necessário ter de 14 a 24 anos, estar cursando ou já ter concluído a escola e também frequentar o curso técnico conveniado com a empresa, relacionado à atividade que desempenhar enquanto estiver contratado.

Compartilhar