Dia Padroeiro de Cabedelo é marcado por emoção e devoção em Missa Campal e show da Banda Magia

A festa do padroeiro de Cabedelo, Sagrado Coração de Jesus, contou com 9 dias de programação religiosa na Igreja Matriz e ainda com 3 noites culturais com apresentação de grupos folclóricos e musicais na Praça Getúlio Vargas.

O evento, que foi encerrado nesta sexta-feira (10) – feriado municipal instituído pela Lei n° 1.402/2008 – teve a realização da tradicional procissão com a imagem do Sagrado Coração de Jesus e a celebração de uma missa campal que reuniu centenas de fiéis.

A missa foi coordenada pelos religiosos locais padre Carlos Maurício e monsenhor João Eudes e presidida pelo bispo emérito de Cajazeiras, dom José Gonzalez – convidado da paróquia.

Uma das intenções anunciadas durante a celebração, foi uma menção em Ação de Graças pela recuperação da saúde do prefeito de Cabedelo, Vitor Hugo Castelliano, que acabara de receber alta do Hospital Memorial São Francisco em João Pessoa, onde estava hospitalizado em decorrência de um infarto.

“Fazemos um balanço muito positivo desse evento, graças a Deus. Superando todas as nossas expectativas! Durante as noites do novenário e também nas noites culturais tivemos uma participação muito boa dos fiéis que elogiaram demais a nossa festa para o padroeiro. Só temos a agradecer todo o empenho da comunidade católica e também da Prefeitura Municipal de Cabedelo, através de todas as Secretarias que nos deram apoio com pessoas que trabalharam conosco demonstrando muita dedicação. Também agradecemos a Deus pela recuperação da saúde do nosso prefeito Vitor”, destacou o pároco Carlos Maurício.

Após a celebração religiosa, a festa foi encerrada em grande estilo com o show da banda Forró Magia, que encantou o público presente com o talento de seus vocalistas Marquinhos Alcântara e Priscila Farias.

O secretário de Cultura de Cabedelo, Igobergh Bernardo, acompanhado da secretária adjunta Vera Simões, participou de todas as noites de festa e comentou sobre o apoio ao evento e parceria com a paróquia.

“Essa ideia da retomada dessa festividade já vem sendo feita desde 2018 e, infelizmente, teve uma interrupção com a pandemia. Mas a ideia é aproximar cada vez mais a comunidade religiosa com a sociedade em geral, como acontecia na época de padre Alfredo, por exemplo. A cidade precisa não só conhecer o lado religioso dessa festividade, mas também o viés cultural. E o papel do padre Carlos é muito importante nesse processo, pois ele tem muita liderança e carisma com o povo religioso. Acredito que deu super certo, apesar do período chuvoso, e, para o próximo já temos outras expectativas. Estaremos de portas abertas para a realização dos eventos da paróquia que são inerentes à cultura da cidade, a exemplo dessa festa, da festa de Santa Catarina e também do Natal”, ressaltou Igobergh.

Depois de dois anos de pandemia as ruas de Cabedelo voltaram a receber uma festa em praça pública e o fato foi muito comemorado pelos paroquianos, que comercializaram na quermesse do evento e também pelos os ambulantes que se instalaram nos arredores.

“Esse evento volta a movimentar a economia da cidade e já serve de preparação para os dias principais de festa que teremos em Cabedelo. Se Deus quiser serão muito abençoados” afirmou Mariele Silva que aproveitou pra vender caldinhos durante a festa.

Compartilhar