EDUCAR PARA CRESCER Cabedelo lança projeto para melhoria das habilidades de leitura e escrita dos alunos e promoção da alfabetização na idade certa

Iniciativa visa promover o acompanhamento do desempenho discente e investir na capacitação docente

Acompanhar os níveis de leitura e escrita dos alunos, buscando atingir a alfabetização na idade certa. Esse é o objetivo maior do Programa Educar para Crescer Cabedelo, lançado nesta quinta-feira (18) pela Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por meio da Secretaria de Educação (Seduc).

Promover a alfabetização na idade certa vem sendo um dos maiores desafios da educação brasileira ao longo dos anos. Os déficits de desempenho verificados têm despertado preocupações entre gestores e especialistas, bem como suscitado estudos e elaboração de estratégias e pactos para superar o problema.

A meta do projeto é assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao final do 2º ano do ensino fundamental.  A atuação do programa consiste na promoção de cinco eixos básicos: Gestão da rede, Gestão pedagógica, Formação, Acompanhamento e Sustentabilidade.

Ao lado do acompanhamento sistemático do desempenho dos alunos, o Programa Educar para Crescer Cabedelo dispõe, ainda, da promoção de formações para professores, gestores e supervisores com assessoria dos coordenadores regionais. O objetivo é habilitar o corpo docente no desenvolvimento de estratégias de incentivo à leitura, por meio do domínio de ferramentas aplicadas a esse fim.

A apresentação da iniciativa aconteceu no Auditório do Uniesp e contou com a participação do prefeito Vitor Hugo, além de outras autoridades municipais, estudantes e instituições envolvidas com a iniciativa.

“Quando assumimos a administração municipal encontramos a educação de Cabedelo em estado de caos: salários atrasados, gratificações sendo retiradas aleatoriamente eram a tônica daquele momento. Logo assumimos o compromisso de mudar essa situação e, ao longo do mandato, temos nos empenhado em desenvolver a educação com investimentos em estrutura, valorização dos profissionais e atenção especial ao alunado. Além disso, temos apoiado projetos que venham a possibilitar a melhoria dos índices do IDEB, pois cremos ser essa a fórmula de apostarmos no futuro da cidade e dos cidadãos”, declarou o prefeito Vitor Hugo.

A apresentação e explicações sobre o projeto coube à assessora pedagógica da Seduc, Vera Gomes, que descreveu a origem e os fundamentos da ação, seus princípios, métodos e metas. Também apresentou um painel da situação atual dos níveis de leitura entre alunos de Cabedelo e os pontos que justificam e demandam, objetivamente, o desenvolvimento do projeto no município.

A secretária de Educação de Cabedelo, Márcia Moreira, destacou a iniciativa  falou sobre os objetivos do projeto.

“Cabedelo dá mais um passo a favor da Educação com a adesão ao Programa Educar pra Valer. Com o apoio expressivo do EPV, estamos implementando práticas de gestão pública inovadoras, através do assessoramento educacional, acompanhamento pedagógico, formações periódicas para professores, supervisores e gestores, como também avaliações diagnósticas, processuais e formativas, buscando assim, aprimorar  o ensino-aprendizagem e alcançarmos resultados de excelência. Nosso principal objetivo é a alfabetização na idade certa, com foco específico na leitura e proficiência em Língua Portuguesa e Matemática”, comentou Márcia.

Em Cabedelo, o Programa tem a coordenação local da educadora Isabela Paiva e conta com Assessoria Pedagógica e equipe formada por Superintendentes, formadoras e coordenação dos Anos Iniciais. A equipe executa e acompanha as ações estratégicas e pedagógicas dentro do modelo sistêmico de intervenção, com formações, avaliação e acompanhamento.

O diretor executivo da Associação Bem Comum, Veveu Arruda, falou sobre o compromisso da entidade com a transformação do ensino-aprendizagem em Cabedelo.

“A nossa presença em Cabedelo se dá repleta de entusiasmo, com a convicção de que quando se estabelece a prioridade pela educação realmente se consegue mudar substancialmente os resultados da aprendizagem que precisa ser alcançada. Vivemos uma realidade muito desafiadora, com o analfabetismo dentro das escolas. Antes da pandemia, os números já eram trágicos, com cerca de 55% das crianças, segundo o Banco Mundial, sem saber ler e escrever. Essa realidade provavelmente se materializa, como no resto do Brasil, aqui também no município. Nosso compromisso, portanto, junto aos agentes locais, é transformar a aprendizagem de Cabedelo para que ela possa ser referência para as famílias locais e para outros estados”.

Pactos – O compromisso assumido entre as instâncias governamentais e instituições têm buscado assegurar a melhoria do desempenho dos alunos das séries iniciais no quesito desempenho na leitura.

A Prefeitura de Cabedelo aderiu ao Programa Educar pra Valer em 2021. A Associação Bem Comum, que é uma organização sem fins lucrativos, tem como propósito prestar assessoria técnica gratuita aos municípios partícipes para apoiá-los na implementação de boas práticas de gestão.

O objetivo é assegurar e garantir o direito à educação de qualidade e alfabetização de todas as crianças na idade certa de forma efetiva, equitativa e sustentável durante os 4 anos do ciclo educacional.

O programa atua junto ao município a fim de melhorar o rendimento e o desempenho dos alunos durante o período de vigência do Educar pra Valer, por meio do desenvolvimento da gestão municipal.

Compartilhar