Em Cabedelo, PitStop alerta população para prioridade de direitos de crianças e do Adolescentes

Evento encerrou as comemorações do aniversário de 32 anos da lei de proteção às crianças e adolescentes no Brasil

A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), realizou, nesta quinta-feira (28), em frente ao Centro Integrado Imaculada Conceição, um pitsopt para lembrar à sociedade que crianças e adolescentes são “Prioridade Absoluta”.

A iniciativa é o evento final da programação elaborada para as comemorações alusivas ao aniversário de 32 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), celebrados no último dia 13.

Durante todo o mês de junho, a Semas mobilizou crianças e adolescentes usuárias dos serviços, alunos da rede municipal de ensino e a sociedade como um todo para participação em ações e discussão de temas relativos ao Estatuto. O objetivo foi envolver o segmento, promover estratégias de conhecimento e chamar a atenção para as demandas e cuidados reais para com crianças e adolescentes.

“Este foi um mês dedicado a celebrar e popularizar o ECA, por meio da difusão da informação e da reiteração de suas bases fundamentais. Foi um período de mobilização em torno do tema para lembrar a sociedade que crianças e adolescentes precisam de proteção e de garantia, minimamente, de seus direitos básicos e atenção a qualquer agressão que venham a sofrer, tanto física quanto psicológica. Concluímos um ciclo, mas mantemos a vigilância conscientes de que é preciso manter essa pauta ativa e em permanente exposição e discussão”, declarou a secretária de Assistência Social, Cynthia Denize Cordeiro.

As comemorações em torno do aniversário do ECA também foram marcadas pela realização, no último dia 14, na Fortaleza de Santa Catarina, da Feira de Conhecimento sobre o Estatuto. O evento, que reuniu usuários dos serviços e programas da Semas, estudantes da rede municipal de ensino, conselheiros tutelares e membros do Conselho Municipal de Direitos de Crianças e Adolescentes (CMDCA), proporcionou ao público presente uma verdadeira aula campal sobre o tema ECA.  O local recebeu stands temáticos, cada um apresentando um eixo do ECA, além de apresentações artísticas com usuários do Cras e SCFV.

“Como reza a Constituição é dever da família, da sociedade e do Estado assegurar aos jovens, desde a primeira infância, o direito à vida, à saúde, à alimentação e à educação, ao lado de outros. Além disso, é importante lembrar direitos como o lazer, a profissionalização, a cultura e a convivência familiar e comunitária, agora todas formas de violência e discriminação. Nosso dever é, no máximo possível, por em prática, fazer valer as determinações legais, instruir crianças e sociedade sobre a lei, seus alcances e os desafios que ainda se apresentam”, concluiu Cynthia Cordeiro.

 

 

Compartilhar