Equipes da Cabedelo se classificam para a final da etapa regional da Olimpíada Brasileira de Robótica

Competição acontece até este sábado (31) e reúne cerca de 1.500 alunos de todo o Estado

Cabedelo terá duas equipes representando a rede municipal de ensino na final da etapa estadual e regional da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), que acontece até este sábado (31) na Estação Ciência, em João Pessoa.

Desde a última terça-feira (27), 53 alunos cabedelenses, divididos em 19 equipes, participam das competições, que reúnem cerca de 1.500 estudantes. Nesta quinta-feira (29), as equipes PDM The Robotics Team, da escola Adolfo Maia (7º lugar); e Baixinhos do Plácido, da Plácido de Almeida (8º lugar), conseguiram a classificação para a grande final.

Os alunos participantes têm como missão simular um desastre e montar uma espécie de “robô bombeiro”, que cumprirá determinado percurso com seus desafios e resgatar uma vítima.

“Para nós é muito importante e gratificante participar dessa competição. Entendemos que o futuro desses jovens está na tecnologia e Cabedelo avança cada dia mais. Hoje nós temos uma Escola de Robótica e faremos a cada ano um investimento maior para que esses jovens tenham um futuro brilhante em sua vida profissional”, destacou o prefeito Vitor Hugo.

De acordo com a secretária de Educação de Cabedelo, Márcia Oliveira, a gestão municipal tem se empenhado no investimento em tecnologia para os alunos da rede municipal, e desde o ano passado, quando Cabedelo participou de uma competição dessa temática pela primeira vez, o resultado já foi positivo.

“Essa gestão deu todo apoio para que nossos alunos participassem. Conseguimos inscrever 19 equipes e estamos com boas expectativas para essa competição. Apesar do curto período de preparação, desde maio, consideramos que os resultados obtidos são frutos da garra, trabalho e determinação deles. No ano passado, já conseguimos classificar uma equipe em 3º lugar e estar participando dessa competição nos engrandece e nos fortalece, enquanto educadores, porque sabemos que estamos contribuindo para que nossos alunos busquem uma vertente educativa através do estudo da robótica, da tecnologia avançada”, disse.

Para Luan Aureliano, 16 anos, da equipe Terminatior 2, da Escola de Robótica, participar da OBR é um desafio a ser superado em todos os seus aspectos.

“Essa competição exige muito da gente: foco, esperança e fé. No primeiro dia que a gente chegou aqui teve um pouco de ansiedade e nervosismo, aos poucos fomos acalmando os ânimos e conseguimos competir mais relaxados. Não conseguimos a classificação, mas chegamos em 11º, estamos bem felizes com isso”.

Escolas participantes – Ao todo, 19 equipes de 9 escolas municipais participam da OBR: Imaculada Conceição, Paulino Siqueira, Plácido de Almeida, Marizelda Lira da Silva, Adolfo Maia, Miranda Burity, Maria Pessoa, Pedro Américo, Rosa de Figueiredo, além da Escola de Robótica.

Investimento em tecnologia – Este ano, a Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), entregou diversos kits de robótica a alunos da rede municipal de ensino, dentro do projeto Escola de Robótica, que visa implementar o ensino da robótica como forma de aprimorar os conhecimentos, a partir da manipulação de conceitos e técnicas de construção de aparatos tecnológicos na área da mecatrônica.

O projeto é uma iniciativa da Seduc que busca introduzir a robótica como instrumento de modernização do ensino e preparação dos alunos para o século XXI. Além de viabilizar e auxiliar a implementação da robótica no cotidiano do ensino, o projeto também capacita alunos para participarem de competições de robótica. A cidade conta, hoje, com uma equipe de 10 alunos dedicados ao aprendizado para participação nas competições.

O projeto conta com o apoio do Setor de Tecnologia Educacional (STE), que é composto por uma equipe multidisciplinar cuja finalidade é introduzir a prática e o uso de tecnologias digitais da informação e comunicação no cotidiano escolar. O setor tem como proposta a formação de professores e o incentivo à prática da robótica educativa como forma de estimular os alunos a novas aprendizagens

 

Compartilhar